Alagoas, 05 de junho de 2020 25º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Fátima Vasconcellos
Opinião

Blog da Fátima Vasconcellos

Por Fátima Vasconcellos
OPINIÃO

Namoradinha do Brasil choca Nação

Fátima Vasconcellos

19/05/2020 15h03

Regina Duarte e seu chilique
ReproduçãoRegina Duarte e seu chilique

Regina Duarte derrubou a máscara e deixou todo mundo ver ao vivo, na CNN Brasil, que tá muito longe de ser aquela mulher doce, guerreira e idealista de causas nobres que conhecemos na um dia. Ela própria desfez a falsa imagem, ao vivo, na televisão, reagindo de forma desequilibrada. 

Surtou, agiu como arrogante, grosseira e insensível a dor alheia. A mulher mostrou não ter coerência com princípios éticos, daí o choque dos brasileiros que acompanharam sua entrevista ao jornalista Daniel Adjuto, apresentador do Programa Breaking News, da CNN. 

A secretária de cultura deu chilique no ar depois que o âncora cedeu espaço para uma colega interagir e, para surpresa de todos, a profissional perguntou o que Regina teria a dizer sobre o desabafo da atriz Maitê Proença em live onde lamentou a inércia da secretária de cultura do país diante das dificuldades enfrentadas pela classe artística, inclusive ignorando óbitos de grande ícones da cultura, deixando de fazer menção pública, por exemplo. 

Foi a gota d’ água pra Regina se desfigurar. Mostrou total falta de inteligência emocional. Uma outra Regina veio a público, a verdadeira, e o público (chocado) reprovou do que viu. Enfim, o trapalhão Bolso entregou a cultura a uma pessoa com traços de negatividade incompatíveis aos ocupantes de cargo público. 

Como ele, a secretária age com frieza diante dos interesses coletivos, não controla o instinto agressivo quando alguém repreende seus erros, e pasme: também está com apego ao cargo. Mesmo tendo sido rechaçada, justificou que é natural o presidente ter outro nome em mente para substituí-la, mas diz que deseja continuar.

Absurdo, mas logo no início da entrevista suas respostas foram evasivas, típicas de quem não está comprometida com a causa, mas quem é fã se ilude, protela acreditar ...até que enfim ... veio o chilique. Foi decepção geral e irreversível. Regina derrubou a própria imagem e frustrou a expectativa que todos tinham dela, inclusive os amigos.

Quando o âncora do programa abriu espaço para uma colega interagir e ela abordou as colocações feitas por Maetê ...Regina perdeu a chance de esclarecer os fatos. Surtou. Ironizou. Quase mandou a profissional calar a boca, ao estilo do Bolso. Tal qual o chefe, foi grossa, desequilibrou-se emocionalmente, ameaçou ir embora, encerrou bruscamente a entrevista, xingou e disse que aquela parte da entrevista não tinha sido combinada. Absurdo. 

Não existe entrevista com perguntas combinadas. Existe pauta e as perguntas são feitas na hora. É preciso dar respostas contundentes. O chilique foi uma reação bizarra. Mesmo sendo atriz, Regina não conseguiu fazer sequer uma cena para amenizar sua ira, apesar de saber que aquilo era uma transmissão ao vivo. A então ‘namoradinha do Brasil’ chocou a Nação.

Como qualquer ser humano ela também pode errar, mas a questão não é essa, vai muito além. Ficou visível que não tem perfil para o cargo. Melhor voltar aos palcos e cenários de novelas. Entrou no governo pra queimar a própria imagem e mostrar o que ninguém queria ver. É, portanto, mais um dos tantos desacertos do presidente.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade