Alagoas, 03 de julho de 2022 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Cláudio Vieira
Opinião

Artigos de Cláudio Vieira

Por Cláudio Vieira
OPINIÃO

Quem será o vencedor Alagoas?

13/06/2022 13h01

As eleições vão ocorrer em novembro
DivulgaçãoAs eleições vão ocorrer em novembro

A eleição para o governo de Alagoas traz o mesmo componente de incertezas que tumultuam o pleito à presidência do Brasil. Talvez pior, porquanto embora se fale na candidatura de fulano ou sicrano, apenas dois pretensos candidatos estão declaradamente empenhados na eleição específica, pelo que é referido pela imprensa. Os demais são incógnitas, pois, ainda detentores de mandatos políticos, limitam-se a divulgar a sua excelência no exercício dos cargos que ocupam, supostamente sempre em favor do Estado.

Quem quiser, acredite nas propagandas políticas. Ocorre que tais propagandas tanto poderão servir para a reeleição nos cargos atuais, como para uma candidatura a outro posto, inclusive governador. No caso, os alardeios de feitos, nem sempre comprovados, podem servir tanto para a reeleição ao cargo que se esvai, como para nova situação. Como disse, apenas dois são declaradamente candidatos: o atual governador e um ex-prefeito. Há ainda um senador, que não necessita agora de eleição, pois seu mandato ainda se estenderá por mais quatro anos.

Seja como for, a questão alagoana se resumirá na prevalência do atual presidente da República, de recondução complicada, ou do senador Renan Calheiros, nome de grande peso no estado e no País. No entanto, parece que eventual candidato de Bolsonaro ainda não foi definido, apesar de algum vir dando o “ar de sua graça”, para usar expressão popular. Já o atual governador, Paulo Dantas, recebe a proteção e apoio do senador Renan, que, por ter vida política extremamente complicada, talvez não seja grande eleitor. Malgrado isso, Dantas certamente é o candidato de Renan Filho, o ex-governador, com reais possibilidades de ser um grande apoio, graças ao seu trabalho à frente do governo estadual.

De fato, Renan Filho realizou bom trabalho em Alagoas: o pagamento do funcionalismo passou a ser feito no mesmo mês de trabalho, o que de há muito não era praticado pelo ocupante do Palácio dos Martírios. Evidente que os servidores não vão querer um retrocesso. Isso, todavia, foi o mínimo: escolas, hospitais, estradas perfazem as atividades do ex-governador em favor da população alagoana, com a vantagem de tudo vir sendo implementado desde o início do seu mandato. Ademais, em um País de complicada seriedade dos políticos, nada há que desabone Renan Filho.

Malgrado tudo isso, Bolsonaro terá palanque em Alagoas; ao menos isso lhe será propiciado pelo atual presidente da Câmara, deputado Arthur Lira. A questão principal, então, é se Bolsonaro ou Lira têm cabedal suficiente para transferir votos a seu candidato, mormente se esse tiver alto índice de rejeição.

Em tal situação, considerando que eleições são, via de regra, incógnitas, a pergunta título prevalece: quem vencerá as eleições em nosso estado?

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade