Alagoas, 20 de maio de 2022 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ELEIÇÕES INDIRETAS

ALE recebe pedido de impugnação de quatro candidaturas a governador-tampão

José Fernando Martins

14/05/2022 19h07 - Atualizado em 14/05/2022 20h08

Assembleia Legislativa de Alagoas
Reprodução TV GazetaAssembleia Legislativa de Alagoas

Foram apresentados à Assembleia Legislativa quatro pedidos de impugnação de chapas de candidatos a governador-tampão de Alagoas. O pleito será realizado, às 13h, deste domingo, 15.

Os pedidos envolvem as candidaturas dos deputados estaduais Cabo Bebeto e Davi Maia, do servidor público Flávio Catão e da professora Danúbia Karla Barbosa.

Os vices de cada chapa também integram o pedido. São eles: os vereadores Leonardo Dias (Bebeto) e Siderlane Mendonça (Maia), a economista Rocielle Pacheco (Catão) e o cientista político Arlan Montilares (Danúbia). 

Conforme o Diário Oficial da ALE, publicado neste sábado, 14, os notificados têm 24 horas para apresentar defesa contra impugnação da candidatura.

Outras candidaturas

Outras chapas também irão disputar os cargos de governador e vice-tampão. 

São elas: Luciano Valdomiro e Rogers Tenório (vice); Wadeildo José e Niedja de Oliveira (vice); Paulo Dantas e José Wanderley Neto (vice).

Paulo Dantas, citado acima, é deputado estadual pelo MDB e o mais cotado a conseguir a vaga de governador-tampão. Também é a aposta de sucessão do cargo nas eleições de outubro da Família Calheiros. 

A eleição

A chapa vencedora ficará no cargo até 31 de dezembro. No dia seguinte, 1º de janeiro, tomará posse o governador e o vice eleitos no pleito que será realizado em outubro.

A eleição indireta para o governo estadual é necessária porque em abril o então governador Renan Filho cumpriu o prazo de desincompatibilização e deixou o cargo para disputar as eleições para o Senado, conforme determina a legislação eleitoral.

Com a saída, o vice-governador, Luciano Barbosa, eleito na chapa de Renan, deveria assumir, mas não estava mais no cargo, porque venceu as eleições de 2020 e se tornou prefeito de Arapiraca.

O primeiro na linha sucessória seria o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Vitor (MDB). No entanto, ele preferiu não assumir o governo do estado, porque ficaria impedido de concorrer à reeleição, e convocou as eleições indiretas.

Com os impedimentos, coube ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Klever Loureiro, último na linha sucessória, assumir o posto interinamente.

O edital de convocação da eleição foi contestado pelo PP e o caso foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF). Após analisar um recurso do PP, o ministro Gilmar Mendes determinou que fossem formadas chapas únicas para a disputa e reabriu o prazo para o registro das candidaturas.

A liminar de Mendes começou a ser julgada nesta sexta-feira (13) pelo plenário virtual da Corte, mas um pedido de vista do ministro Nunes Marques interrompeu o julgamento. No entanto, o pedido de mais tempo para analisar o caso não interromperá a eleição, que está confirmada para domingo.

Arquivos
Diario Oficial Eletronico da Assembleia Legislativa de Alagoas - 14-05-2022 II (1).pdf


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade