Alagoas, 24 de outubro de 2021 25º min 30º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
'ALIADOS'

Malafaia 'denuncia' jantar de ministros com Renan Calheiros

Redação com Poder360

12/10/2021 08h08

Renan Calheiros na CPI da Covid
Agência SenadoRenan Calheiros na CPI da Covid

O pastor evangélico Silas Malafaia, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse ontem, 11, que o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, a ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, e o ministro das Comunicações, Fábio Faria, estariam prejudicando a indicação de André Mendonça ao STF (Supremo Tribunal Federal) e seriam aliados de Renan Calheiros (MDB-AL).

A declaração foi feita em um vídeo postado nas redes sociais. Como pode, gente? A ‘Folha de São Paulo’ dizendo que Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, um dos mais importantes cargos políticos, vai jantar com Renan Calheiros, o cara que quer destruir Bolsonaro por interesses políticos”, afirmou o líder evangélico.

E completou: “Se o senhor [Ciro Nogueira] não foi jantar com ele, e se o senhor Ciro Nogueira é a favor da indicação de André Mendonça, convoque a imprensa, não é pra mim não. O senhor é obrigado a vir a público dar uma satisfação”.

A fala de Malafaia faz referência à reportagem da Folha que diz que “Centrão quer novo nome para o STF e abre crise entre evangélicos e Bolsonaro”. O texto afirma que em 2 jantares, os 3 ministros teriam tentado viabilizar Alexandre Cordeiro de Macedo, presidente do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), para vaga no STF.

Mendonça aguarda desde julho a sua sabatina na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado. O ex-AGU foi o nome “terrivelmente evangélico” escolhido por Bolsonaro, mas enfrenta resistência do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente da CCJ.


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade