Alagoas, 19 de setembro de 2021 23º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ELEIÇÕES 2022

Com R$ 11 bilhões, Lira quer derrubar protagonismo dos Calheiros

Presidente da Câmara deve decidir, em breve, candidato do grupo ao Governo

Odilon Rios - Especial para o Extra

25/07/2021 07h07 - Atualizado em 25/07/2021 08h08 - Edição 1128

Fernando Collor, Arthur Lira e Bolsonaro
DivulgaçãoFernando Collor, Arthur Lira e Bolsonaro

Com poder de decisão sobre o destino de R$ 11 bilhões em emendas parlamentares “secretas” e ganhando vantagem no derretimento da popularidade de Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), assumiu o protagonismo na corrida eleitoral alagoana. Lira busca emplacar nos próximos meses seu candidato à chefia do Executivo, derrubando as articulações do governador Renan Filho (MDB), que tem o secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, no páreo.

A deputada Jó Pereira (MDB) é uma destas possibilidades. O presidente da Assembleia, Marcelo Victor (SDD) ainda é cotado para assumir um mandato-tampão de governador se Renan Filho renunciar para disputar a vaga ao Senado, hoje ocupada por Fernando Collor (PROS). O deputado Davi Davino (PP) ainda continua na lista.

Se um deputado assumir o governo não poderá se candidatar a outro cargo, a não ser buscar a reeleição e com todas as restrições que a lei eleitoral impõe: não poderá inaugurar obras públicas nem anunciar novos programas sociais ou fazer contratações de pessoal a rodo para influenciar as urnas.

E só terá seis meses para se tornar competitivo o suficiente para vencer. Esse é um dos principais problemas na Assembleia: nenhum deputado estadual quer ir para o sacrifício, correndo risco de trocar uma reeleição confortável por uma aventura que exige mais votos, como é uma eleição majoritária.

Além disso, o próximo governador tem uma vaga para negociar no Tribunal de Contas, emprego certo para toda a vida e que pode acomodar um derrotado nas eleições. Marcelo Victor avisou que vai disputar a reeleição para a Assembleia, mas poucos acreditam nisso: a vaga no TC parece bastante atraente. O deputado Paulo Dantas (MDB) é preparado para ser o próximo presidente da Assembleia se Marcelo Victor resolver ficar no governo e ir para uma reeleição ao Executivo quase impossível.

Leia na íntegra no EXTRA ALAGOAS nas bancas!

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade