Alagoas, 11 de maio de 2021 24º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
IMPROBIDADE

Promotor de Justiça é condenado à perda do cargo

Ex-prefeito de Branquinha, Carlos Eduardo Baltar Maia ingressou com recurso contra sentença do juiz Eric Baracho

José Fernando Martins

30/04/2021 08h08 - Atualizado em 30/04/2021 08h08 - Edição 1116

Justiça condenou ex-prefeito de Branquinha
DivulgaçãoJustiça condenou ex-prefeito de Branquinha

O promotor de Justiça Carlos Eduardo Baltar Maia foi condenado pela Justiça à perda do cargo público. Sua passagem como prefeito de Branquinha de 2005 a 2008 lhe rendeu um processo de improbidade administrativa, cuja sentença foi dada em março último.

Carlos Eduardo Baltar Maia
Carlos Eduardo Baltar Maia

Atualmente, Maia - conhecido na cidade como Dadado, atua como titular da Promotoria de Justiça de São José da Laje, para a qual foi nomeado em maio de 2017. 

Pai do ex-prefeito de Branquinha Jairon Maia Fernandes Neto, o Jairinho Maia, ele ingressou no Ministério Público em novembro de 1987. 

A condenação, comunicada esta semana ao Ministério Público do Estado (MPE) por meio de ofício da Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas, se deu no bojo da Ação Civil de Improbidade Administrativa n° 0000592- 58.2012.8.02.0045 que tramita na Vara do Único Ofício de Murici.

Confira na íntegra no EXTRA ALAGOAS nas bancas!


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade