Alagoas, 11 de maio de 2021 24º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
PESQUISA

59% dos que receberam o auxílio emergencial rejeitam o governo

Poder 360

01/04/2021 19h07

Jair Bolsonaro: rejeição cresce no país
Agência BrasilJair Bolsonaro: rejeição cresce no país

Pesquisa PoderData divulgada nesta 5ª feira (1º) mostra que a desaprovação do governo Bolsonaro entre os que receberam auxílio emergencial chegou a 59% –o maior nível desde junho de 2020, quando a percepção dos beneficiários começou a ser analisada pela divisão de estudos estatísticos do Poder360.

A alta foi de 4 pontos percentuais (p.p) em relação à última pesquisa, realizada há duas semanas, com o percentual de rejeição chegando ao mesmo patamar do levantamento que inclui a população geral.

O nível dos que aprovam a administração se manteve estável em 33%, confirmando o menor patamar desde o início do pagamento do benefício. Em 2020, a menor taxa registrada de aprovação do governo foi 46%, com média de 51% no ano.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Os dados foram coletados de 15 a 17 de março, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.500 entrevistas em 545 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. 

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na 4ª feira (31) a data de início do pagamento da nova rodada de parcelas do auxílio emergencial, 3ª feira (6.abr.2021). Uma portaria publicada detalha o calendário de pagamentos e saques do benefício. “O auxílio emergencial é um alento. É pouco, inclusive, reconheço”, afirmou Bolsonaro. Serão 4 parcelas mensais de R$ 250, em média, a serem pagas.

Entre os que afirmaram não ter recebido o benefício, a rejeição se manteve igual aos que tiveram acesso à medida, em 59%. Dentro do grupo que recebeu o coronavoucher, 28% avaliam o trabalho do presidente como “ótimo” ou “bom”. Outros 51% consideram como “ruim” ou “péssimo” o trabalho do mandatário.


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade