Alagoas, 08 de maio de 2021 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CARTA

Governadores denunciam autoridades que incentivam motins policiais

Metrópoles

30/03/2021 07h07

Rui Costa: parlamentares estão envolvidos em atos que violam os princípios da lealdade federativa
DivulgaçãoRui Costa: parlamentares estão envolvidos em atos que violam os princípios da lealdade federativa

Em carta, governadores de 16 estados denunciam a ação de autoridades federais para estimular motins policiais. O documento, divulgado nesta segunda-feira (29/3), pede que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o comando do Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) combatam ameaças e “fake news” das quais eles vêm sendo alvo.

A carta aponta que parlamentares estão envolvidos em atos “ilegais e imorais” que “violam os princípios da lealdade federativa”.

“Os governadores manifestam sua indignação em face da crescente onda de agressões e difusão de Fake News que visam a criar instabilidade institucional nos estados e no país”, diz a carta.

Duas deputadas federais bolsonaristas, Bia Kicis (PSL-SP), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), e Carla Zambelli (PSL-SP) vêm criticando governadores que determinam medidas restritivas para tentar conter a explosão de casos de Covid-19 e o colapso do sistema de saúde.

Segundo os governadores, “alguns agentes políticos espalham mentiras sobre dinheiro jamais repassado aos estados, fomentam tentativas de cassação de mandatos, tentam manipular policiais contra a ordem democrática, entre outros atos absurdos.”Os governantes dizem ainda que “estimular motins policiais, divulgar fake news, agredir governadores e adversários políticos são procedimentos repugnantes”.Assinam a carta os governadores Rui Costa (Bahia), Flávio Dino (Maranhão), Helder Barbalho (Pará), Paulo Câmara (Pernambuco), João Doria (São Paulo), Ronaldo Caiado (Goiás), Mauro Mendes (Mato Grosso), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Renato Casagrande (Espírito Santo), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Belivaldo Chagas (Sergipe), Reinaldo Azambuja (Mato Grosso do Sul) e Waldez Goés (Amapá).

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade