Alagoas, 26 de fevereiro de 2021 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
NO TWITTER

Renan Calheiros defende a criação do juiz das garantias, 'senão outros Moros aparecerão'

Senador destaca que o projeto foi sancionado pelo Presidente da República

Bruno Fernandes

10/02/2021 12h12

Renan Calheiros
Agência BrasilRenan Calheiros

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) defendeu a criação do cargo de juiz das garantias por meio de uma publicação feita em seu perfil oficial no Twitter na noite de terça-feira, 9.

Na publicação, ele destaca que o projeto foi sancionado pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, há mais de um ano e que até o momento não foi implementado.

O parlamentar sustenta que, caso a proposta não seja adotada, outros 'Sergios Moros aparecerão' e compartilhou hashtag que pede a prisão do ex-juiz.

"O juiz de garantias, aprovado e sancionado, precisa ser implementado depois de mais de 1 ano da sanção. É a garantia da imparcialidade separando a instrução e julgamento, senão outros Sergios Moros aparecerão. É uma discussão casada com a prisão em 2ª instância. #MoroNaCadeia", publicou Renan Calheiros.

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) também se manifestou favoravelmente à tese da suspeição de Sérgio Moro durante o julgamento dos processos contra o ex-presidente Lula.

Ele afirma em sua publicação que 'Os procuradores e Sérgio Moro esconderam da Justiça brasileira que tinham um acordo e transferências de dinheiro com autoridades estrangeiras nos processos da Odebrecht'.

"A defesa de Lula mostra é que as mensagens hackeadas da LJ no Telegram COMPROVAM a ilegalidade da operação. Os procuradores e Sérgio Moro ESCONDERAM da Justiça brasileira que tinham um acordo e transferências de dinheiro com autoridades estrangeiras nos processos da Odebretch, complementou senador Carvalho".

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade