Alagoas, 20 de setembro de 2020 22º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
crime eleitoral

Paciente denuncia compra de votos por vereador em posto de saúde

José Fernando Martins

09/09/2020 08h08 - Atualizado em 10/09/2020 08h08

O vereador Antonio Holanda
DivulgaçãoO vereador Antonio Holanda

A procura de atendimento médico na Unidade de Saúde da Família (USF) José Maria de Vasconcelos Neto, no Barro Duro, em Maceió, acabou com denúncia de compra de voto. O caso será investigado pelo Ministério Público do Estado (MPE). 

Conforme publicado na quarta-feira, 9, no Diário Oficial do órgão fiscalizador, uma paciente, após ter crises de insônia, resolveu ir à USF onde foi atendida pelo médico Antonio Holanda, que também é vereador por Maceió.

“Ele não me passou nenhum remédio e mandou eu levar todos os meus documentos e o título de eleitor no escritório dele para fazer minha ficha lá. Fiquei com muita raiva. Duas funcionárias do posto ainda me pediram para votar nele”, contou a denunciante ao MPE.

A paciente ainda revelou que ouviu de uma funcionária que “não tinha problema pedir voto da população”. E emendou: “Ele [Holanda] fica pedindo o título e mandando a gente ir para outro canto. Para ser bem tratado tem que dizer que votará no candidato”, finalizou.

A denúncia de suposta prática de crime eleitoral foi encaminhada ao gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ). A reportagem entrou em contato com a assessoria do vereador, que negou a acusação considerando-a eleitoreira, porém, não encaminhou nota até a publicação da matéria.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade