Alagoas, 27 de setembro de 2020 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
APOIO A LAVA JATO

Senadores questionam independência de indicado por Renan Calheiros para julgar Deltan

O Antagonista

12/08/2020 12h12

Senador Renan Calheiros
DivulgaçãoSenador Renan Calheiros

Um grupo de sete senadores que apoiam a Lava Jato reforçou, no Supremo, o pedido de Deltan Dallagnol a Celso de Mello para suspender dois processos, no Conselho Nacional do Ministério Público, que podem afastá-lo da força-tarefa.

Os processos foram movidos por Renan Calheiros (MDB-AL) e Kátia Abreu (PP-TO) e acusam Deltan de atuação política e falta de isenção nas investigações.

No pedido apresentado ao STF, no entanto, os senadores questionam a independência e imparcialidade do conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho para relatar os processos.

Secretário-geral do Senado, ele foi indicado por Renan Calheiros para o cargo no CNMP e dará o primeiro voto no julgamento dos processos contra Deltan, na semana que vem.

Os senadores afirmam que sua participação poderá levar a um “julgamento parcial, sob influxos dos mais variados interesses políticos e econômicos, sob pena de fazer perecer a atuação proba e reta de um membro do Ministério Público Federal”.

“Tendo o pedido sido protocolado por uma Senadora da República e ocupando o relator cargo, também no Senado, do qual pode ser afastado a qualquer momento, exsurgem claras e objetivas dúvidas acerca da independência e imparcialidade do Conselheiro para proferir seu voto no julgamento de Dallagnol”, diz a manifestação.

Assinam os senadores Alessandro Vieira, Major Olímpio, Jorge Kajuru, Lasier Martins, Randolfe Rodrigues, Mara Gabrilli e Alvaro Dias.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade