Alagoas, 13 de julho de 2020 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
FAKE NEWS

Fachin manda ao plenário pedido da PGR para suspender inquérito

Redação com agências

28/05/2020 14h02 - Atualizado em 28/05/2020 17h05

Ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF
Arquivo/Agência BrasilMinistro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu nesta quinta-feira, 28, que a presidência da corte paute uma ação, movida pelo partido Rede Sustentabilidade, que pretende paralisar o chamado inquérito das fake news após o procurador-geral da República, Augusto Aras, ter pedido na véspera a suspensão dessa investigação.

Aras pediu a Fachin a suspensão do inquérito, que é relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, após o colega de STF ter determinado uma série de diligências, como buscas e apreensões e quebras de sigilo, contra aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Fachin disse que no ano passado já havia pedido preferência para que o processo fosse incluído na pauta. "Reitero a indicação de preferência à presidência, permitindo ao plenário decidir o pedido cautelar, inclusive o ora deduzido", reforçou o ministro.

Desde o ano passado, a Rede questiona no STF a existência do inquérito das fake news, que foi originalmente aberto pelo presidente da corte, Dias Toffoli, para apurar notícias falsas e ameaças contra membros do Supremo. A Rede alega que o inquérito é inconstitucional por não ter a supervisão do Ministério Público Federal.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade