Alagoas, 25 de fevereiro de 2020 26º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
União dos Palmares

Desembargador nega pedido de novo julgamento de contas de Zé Alfredo

Com agências

14/02/2020 11h11

Zé Alfredo - vice prefeito do União dos Palmares
Foto: DivulgaçãoZé Alfredo - vice prefeito do União dos Palmares

O desembargador Eduardo Antônio de Campos Leite, relator do processo que julga a petição da prestação de contas do vice-prefeito de União dos Palmares, José Alfredo Soares Lins Wanderley, o Zé Alfredo, publicou a sua decisão na tarde da última quarta-feira, 12. 

Na petição, o advogado de Zé Alfredo, Marcelo Henrique Brabo Magalhães, pede que a prestação de contas “Já julgada como não prestadas” seja recebida e, após analisada, seja aprovada sem ressalvas. 

Ele também pede que seja reestabelecida a situação de regularidade cadastral e eleitoral, para que Zé Alfredo possa emitir o certificado de quitação eleitoral, e disputar nas próximas eleições a um cargo público. 

Para o desembargador, “não cabe no atual estágio de desenvolvimento do processo, o exame da documentação acostada com o propósito de realizar novo julgamento das contas,” conforme solicita a defesa. Portanto, o relator indeferiu liminarmente os pedidos formulados na petição, e determinou o retorno dos autos ao arquivo eletrônico.

O caso

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) julgou como ‘não prestadas’ as contas referente às eleições de 2018, quando Alfredo disputou a vaga de deputado estadual por Alagoas.

O Tribunal, por unanimidade de votos acompanhou o relator, o Desembargador José Carlos Malta Marques; “Acordam os Desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas, à unanimidade de votos, julgar como NÃO PRESTADAS as contas de campanha do candidato JOSÉ ALFREDO SOARES LINS WANDERLEY, referentes às Eleições de 2018“. (BR-104)

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade