Alagoas, 25 de fevereiro de 2020 26º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Cartão Corporativo

Cinco ministérios concentram 60% dos gastos em 2019

Portal Metrópoles

19/01/2020 07h07 - Atualizado em 19/01/2020 07h07

De 195 órgãos do governo, quem mais gastou do cartão corporativo foi a pasta de Justiça
DivulgaçãoDe 195 órgãos do governo, quem mais gastou do cartão corporativo foi a pasta de Justiça

Cinco ministérios concentram 60% dos gastos com cartão corporativo do governo federal em 2019 entre as 195 entidades e autarquias da União. O valor em 2019 chegou a R$ 183 milhões — cifra 22% menor que a usada em 2018, quando a despesa alcançou R$ 235 milhões.

Os dados fazem parte de um levantamento do Metrópoles, com base em informações do Portal da Transparência, plataforma de divulgação de contas do governo federal gerida pela Controladoria-Geral da União (CGU).

As pastas que mais gastaram foram Justiça e Segurança Pública, chefiada por Sérgio Moro; Economia, de Paulo Guedes; Educação, de Abraham Weintraub; Defesa, de Fernando Azevedo e Silva; e Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de Tereza Cristina. Juntas, elas representam apenas 2,5% dos órgãos da União.

Segundo o ranking, a maior despesa foi da Justiça (R$ 10,6 milhões), seguida da Economia (R$ 7,7 milhões), Educação (R$ 5,3 milhões), Defesa (R$ 4,8 milhões) e Agricultura (R$ 2,6 milhões)

O Cartão de Pagamento do Governo Federal (CPGF), conhecido como cartão corporativo, é utilizado para pagamentos de despesas. A lei é clara, a despesa é autorizada desde que “caracterizada a necessidade em despacho fundamentado”.

Segundo o Ministério da Economia, o uso é monitorado. “Cabe aos órgãos e entidades usuárias do cartão a responsabilidade sobre a análise, homologação e guarda das prestações de contas sobre as despesas efetuadas nos cartões de suas responsabilidades”, finaliza o texto.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade