Alagoas, 22 de julho de 2019 23º min 25º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
TROCA DE FARPAS

"Vá cuidar dos seus inúmeros processos no STF", diz Rui a Renan Calheiros

Prefeito e senador se desentenderam durante troca de mensagens no Twitter

Bruno Fernandes

15/06/2019 13h01 - Atualizado em 15/06/2019 14h02

Rui Palmeira e Renan Calheiros trocam farpas desde 2016
DivulgaçãoRui Palmeira e Renan Calheiros trocam farpas desde 2016

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) e o senador Renan Calheiros (MDB) trocaram farpas através do Twitter na manhã deste sábado, 15. A troca de mensagens começou após um post de Calheiros sobre uma matéria publicada pelo portal Uol.

A matéria fala sobre a porcentagem de investigação de recebimento de propina na operação Lava jato, divulgada em uma das conversas vazadas entre Moro e Deltan Dallagnol pelo site "The Intercept Brasil”. Renan citou o caso da Odebrecht afirmado que todos os envolvidos teriam que ser investigados.

 "A lei não separa quem investigar e quem não investigar. Se há 100%, como no caso da Odebrecht, teriam de investigar todos. Deixaram de fora 70%. Dentre eles, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, mesmo depois de seu nome ter vazado como peneira", publicou Calheiros em sua conta.

Pouco tempo depois, foi a vez do tucano retrucar o senador. Palmeiras disse que "O Senador Renan Calheiros tem mania de nivelar todos pela sua régua. Me respeite e vá cuidar dos seus inúmeros processos no STF".

A mensagem de Renan a Rui faz referência à lista contendo nomes de mais de 279 políticos, de 22 partidos, apreendida na casa de Benedicto Barbosa da Silva Junior, presidente da Odebrecht Infraestrutura em março de 2016, durante a 23ª fase da Operação Lava Jato. A lista se refere a políticos que supostamente teriam recebido doações ilegais da empreiteira.

Além do prefeito de Maceió, outros nomes de Alagoas apareceram na lista, são eles: Teotonio Vilela, Cristiano Matheus, Cacau Gomes, Nilton Costa, Abelardo Leopoldo (Câmara de Marechal Deodoro), Renan Calheiros, Jeferson Morais, Ronaldo Lessa, Júnior Damaso, Rosinha da Adefal, Eduardo Canuto, Silvio Camelo, Thomaz Beltrão, Patrícia Sampaio, Dudu Ronalsa, Marcelo Malta e Jorge VI.

O senador e o prefeito trocam acusações desde as eleições de 2016, quando o senador reagiu aos ataques que sofreu de Rui durante a campanha eleitoral em Maceió. Após a divulgação do resultado das eleições, Renan disse que se sentia aliviado por não ter mais que dar emprego ao prefeito em seu gabinete.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 15.5k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade