Alagoas, 19 de abril de 2019 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
COMUNICAÇÕES

Privatizar Correios não 'está na pauta'

Congresso em Foco

06/12/2018 14h02

Marcos Pontes fala no Centro Cultural Banco do Brasil  - Foto: Governo de Transição
Marcos Pontes fala no Centro Cultural Banco do Brasil - Foto: Governo de Transição

Defendida pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), a privatização dos Correios não é uma prioridade imediata do Ministério da Ciência e Tecnologia, que absorverá a pasta de Comunicações a partir de 2019. O futuro ministro Marcos Pontes afirmou hoje (6), em Brasília, que "por enquanto não está na pauta" a venda da estatal.

Pontes confirmou apenas que a empresa seguirá subordinada a seu ministério. O presidente eleito havia apoiado abertamente a privatização dos Correios na reta final do segundo turno das eleições.

 "Os Correios têm grande chance de entrar [no pacote de privatizações], porque o seu fundo de pensão foi simplesmente implodido pela administração petista. Hoje os Correios têm muitas reclamações", disse Bolsonaro em entrevista à TV Band, no dia 23 de outubro.

O atual ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD-SP), colocou o general Juarez Aparecido de Paula Cunha na presidência dos Correios no dia 8 de novembro. Promover um militar ao comando da estatal teria sido uma medida para agradar Bolsonaro e não perder o controle sobre a empresa.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 13.4k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade