Alagoas, 28 de janeiro de 2022 24º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Nacional

Procuradoria acusa servidoras de fraudar parecer de obra da Copa

Diretora e gerente do Ministério das Cidades são acusadas de em Cuiabá. Mudança ampliava custos de obra em 3 vezes: de R$ 454 mi para R$ 1,3 bi

Do G1, em Brasília

22/06/2012 12h12

O Ministério Público Federal entrou com ação na Justiça contra uma diretora e uma gerente do Ministério das Cidades sob acusação de terem adulterado parecer sobre obra da Copa em Cuiabá e ter prestado informações falsas ao Ministério Público. A suposta fraude atingiu Mário Negromonte, ex-ministro das Cidades, que deixou o cargo em dezembro de 2011 após série de denúncias.

Segundo parecer de quatro procuradores da República do Distrito Federal, a diretora de Mobilidade Urbana, Luiza Gomide de Faria Vianna, e a gerente de projetos, Cristina Maria Soja, atuaram para "maquiar a inviabilidade técnica de aprovação da obra para a Copa do Mundo Fifa 2014".

O parecer adulterava parecer técnico que vetava a troca da implantação da “Bus Rapid Transit (BRT)”, linha rápida de ônibus, por um Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Segundo o documento, posteriormente adulterado, o projeto enviado pelo governo doMato Grosso ao Ministério das Cidades apresentava prazos de execução e viabilidade inconsistentes com o calendário da Copa.

Além disso, a mudança ampliava os custos da obra em quase três vezes: de R$ 454 milhões para cerca de R$ 1,3 bilhão. A licitação da obra acabou sendo feita em R$ 1,4 bilhão.

Segundo a Procuradoria, em reunião realizada em 21 de novembro de 2011, Luiza Gomide e Cristina Soja confessaram a prática ilegal a servidores do Ministério das Cidades. Se condenadas, as servidoras podem perder a função pública, ter os direitos políticos suspensos por até cinco anos, pagar multa e ficar proibidas de contratar com o poder público por até três anos.

O G1 entrou em contato com o Ministério das Cidades, mas até o fechamento desta reportagem não recebeu o posicionamento da pasta.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade