Alagoas, 26 de janeiro de 2020 26º min 30º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Tudo liberado

CPI da Pistolagem: ALE aprova investigação sobre plano de morte dos deputados Dudu Holanda e Maurício Tavares

Como membros titulares da Comissão, designados por Toledo, estão os deputados Luiz Dantas (PMDB), João Henrique Caldas (PTN), Marcelo Victor (PTB), Nelito Gomes de Barros (PSDB) e o próprio Eduardo Holanda (PSD)

18/04/2012 13h01

CPI da Pistolagem: ALE aprova investigação sobre plano de morte dos deputados Dudu Holanda e Maurício Tavares

A criação de Comissão Parlamentar de Inquérito foi determinada pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE). O objetivo seria apurar as denúncias, que vieram à tona no início deste ano, sobre uma possível trama para assassinar os deputados estaduais Dudu Holanda e Maurício Tavares. O decreto,assinado pelo deputado Fernando Toledo, o  presidente da Casa, foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (18), de criação da CPI.

 

 

 

Como membros titulares da Comissão, designados por Toledo, estão os deputados Luiz Dantas (PMDB), João Henrique Caldas (PTN), Marcelo Victor (PTB), Nelito Gomes de Barros (PSDB) e o próprio Eduardo Holanda (PSD).

 

 

 

Em Maceió, a comissão tem 120 dias para investigar a suposta trama que mataria dois deputados em plena virada de ano.

 

 

 

O decreto passa a valer a partir desta quarta. Os deputados Jota Cavalcante (PDT) e Marcos Madeira (PT) são suplentes da CPI. 

 

 

 

Para investigar o plano de morte dos deputados Dudu Holanda e Maurício Tavares foi instaurada, pela Assemblelia Legislativa do Estado (ALE), uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Nesta quarta-feira (18), a confirmação veio com a publicação da CPI no Diário oficial do Estado.

 

 

 

A CPI será formada pelos deputados: Luiz Dantas (PMDB), João Henrique Caldas (PTN), Marcelo Victor (PTB), Nelito Gomes de Barros (PSDB) e o próprio Eduardo Holanda (PSD), três meses após o vazamento da trama. Tem-se no máximo 120 dias par a conclusão.

 

 

 

Não foi confirmado pelas autoridades da Polícia Federal na época o plano que apontava a morte dos deputados durante a festa de réveillon.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade