Alagoas, 03 de junho de 2020 24º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322

Ex-prefeito tem que explicar paradeiro de R$ 168 mil da merenda escolar

11/08/2011 00h12

O Conselho de Alimentação Escolar de São Luiz do Quitunde cobra do ex-prefeito Júnior Pedro a prestação de contas da merenda escolar durante sua gestão. O ex-administrador terá que explicar onde foram parar os R$ 168.898,60 destinados a alimentação de estudantes carentes do município. O jornal Extra teve acesso ao documento e a cópia de vários cheques que comprovam a denúncia.
O relatório do Conselho, enviado ao Executivo municipal em 11 de junho desse ano, aponta inúmeros crimes em relação à aplicação dos recursos da merenda escolar no período em que Júnior Pedro go-vernou a cidade. Entre elas, a quantidade de produtos da merenda constantes em documento fiscal e o que efetivamente foi entregue as unidades escolares.

No mês de março deste ano foram várias irregularidades. Entre elas, diferença nos totais constantes da nota fiscal de compra para os totais das guias de distribuição do mesmo mês. Foi constatado ainda na mesma remessa itens que deverias ter sido comprados aos pequenos agricultores, mas que foram distribuídos em guias às escolas das zonas urbana e rural. Em abril de 2011 há diferença nos totais cons-tantes nas notas fiscais para os totais de guias de distribuição em vários itens. E ainda mercadorias existentes na nota fiscal que não foram distribuídas através das guias de remessa. Itens que deveriam ter sido comprados aos agricultores familiares, mas que foram distribuídos em guias às escolas municipais. Nas guias de distribuição de maio desse ano, a remessa do pão deveria ser entregue nas escolas, mas não foi fornecido por falta de pagamento.
Na verdade, Júnior teria que prestar contas de todos os meses e encaminhar ao Conselho a nota fiscal com os produtos comprados. A prestação de contas seria enviada através de relatório a Brasília informando o que foi investido. Como não aconteceu, resultou no bloqueio da conta. Em São Luiz são 30 escolas municipais na zona rural e 12 na área urbana.

Júnior Pedro diz que é vítima de armação política do grupo do atual prefeito Cícero Cavalcante

O vereador Antônio da Silva Pedro Júnior (PR), o Júnior Pedro, disse que quando esteve à frente da prefeitura de São Luiz do Quitunde tudo ocorreu bem, ao contrário do que as denúncias afirmam. O vereador nega qualquer envolvimento com corrupção e diz que tudo isso está sendo uma trama do grupo político liderado pelo atual prefeito Cícero Cavalcante.

Segundo Júnior, o Conselho da Merenda nunca rejeitou nenhuma prestação de contas suas; pelo contrário, sempre enalteceu o trabalho realizado nos oito meses de sua administração, período em que Cícero Cavalcante esteve afastado. "Ninguém de São Luiz do Quitunde tem moral para falar de merenda”, disparou o ex-prefeito, e atual vereador. .

Júnior Pedro revelou que o coordenador da merenda em São Luiz do Quitunde é o mesmo que se envolveu na máfia da merenda escolar descoberta pala Polícia Federal na Operação Gabiru. "O José Carlos recebe um salário mínimo e tem um patrimônio que não condiz com sua rea-lidade, um verdadeiro enriquecimento ilícito. Tenho certeza que ele atua com o prefeito nessas ações criminosas", denunciou.

O vereador disse que moveu oito ações de improbidade administrativa contra Cícero Cavalcante quando ele esteve no comando do executivo municipal. "Fizemos uma administração de bandeira branca, sem beneficiar os dois grupos políticos que existe na cidade, toda administração foi feita da forma mais transparente possível."

Júnior Pedro comentou que com as eleições municipais se aproximando, as guerras políticas começam e as denúncias vazias vão se disseminando. "Estão tentando me desestabilizar: primeiro porque sou pré-candidato a prefeito de São Luiz e todas as pesquisas apontam para minha vitória; segundo que estão tramando um golpe para me tirarem da presidência da Câmara, pois Cícero Cavalcante será afastado da prefeitura, em breve. São muitas denúncias de corrupção contra Cícero Cavalcante", destacou Júnior Pedro, ex-prefeito de São Luiz e atual presidente da Câm
Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade