Alagoas, 03 de julho de 2022 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
BRASÍLIA EM CHAMAS

Calheiros defende CPI do MEC e diz que corrupção deve chegar nos kits de robótica

José Fernando Martins

22/06/2022 21h09 - Atualizado em 22/06/2022 21h09

Renan Calheiros
Agência SenadoRenan Calheiros

O senador alagoano Renan Calheiros (MDB) postou nas redes sociais, nesta quarta-feira, 22, um pedido de abertura de uma Comissão Parlamentares de Inquérito (CPI) para investigar supostos casos de corrupção no Ministério da Educação (MEC). 

A postagem foi referente à prisão do ex-ministro Milton Ribeiro, acusado de corrupção na pasta para favorecer políticos evangélicos. 

Calheiros lembrou ainda que, quando o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi à ONU no ano passado, ele mentiu sobre o esquema de corrupção no Ministério da Saúde envolvendo a compra de imunizantes contra a covid-19.

“Bolsonaro foi à ONU mentir sobre corrupção, provada na AstraZeneca e Covaxin pela CPI. Barras de ouro do MEC e a prisão do ex-ministro o mostram a heresia com a sacristia pública. ‘Foi um pedido especial do Presidente’, disse Milton Ribeiro. CPI já”, escreveu.

Outra postagem polêmica de Renan pediu que as labaredas ardam no MEC. "Quem botou a “cara no fogo” se queimou. A POLÍCIA FEDERAL sabe quem te roubou. Chegará ao kit robótica, ônibus etc. Enquanto Roma queimava a lira soava. Em Alagoas ela já não toca mais. #CPIdoMEC", postou.

No Senado

O suplente de Renan Calheiros, senador Rafael Tenório, que assumiu este mês o mandato, manteve o apoio à CPI do MEC, embora seja um aliado de Jair Bolsonaro. Renan já havia assinado a lista antes de se licenciar, e havia dúvida se Tenório também assinaria, o que ocorreu na noite desta quarta-feira.

Embora Renan não afirme publicamente, pessoas próximas a ele vinham afirmando que, caso Tenório não assinasse, o experiente político retomaria o assento para ratificar o apoio à abertura da CPI.O senador Jorge Kajuru afirmou nesta quarta-feira já ter coletado as 27 assinaturas necessárias para apresentar o pedido de instalação da CPI.

(Com Metrópoles)

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade