Alagoas, 20 de maio de 2022 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
SUS E PRIVADO

Teto de preços para medicamentos em falta será suspenso

Panorama Farmacêutico com Folha de S. Paulo

13/05/2022 18h06

Segundo a indústria, houve uma alta nos custos de produção, o que levou a um preço de venda superior ao teto
Agencia BrasilSegundo a indústria, houve uma alta nos custos de produção, o que levou a um preço de venda superior ao teto

Para suprir a falta de remédios, o governo federal decidiu autorizar a suspensão do teto de preços para medicamentos. A decisão vale para as compras feitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e também para o setor privado. 

Segundo a indústria, houve uma alta nos custos de produção, o que levou a um preço de venda superior ao teto. Exemplos de medicamentos afetados são a dipirona injetável e a imunoglobulina humana.

A medida é temporária, até o fim do ano. O martelo para a suspenção foi batido na última segunda-feira, dia 9, em reunião do conselho de ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

A relação de medicamentos afetados pela medida ainda será divulgada. Os já citados dipirona injetável e a imunoglobulina humana devem fazer parte da lista.

O Comitê Técnico Executivo (CTE) da CMED irá avaliar a situação dos medicamentos e, se novos casos de desabastecimento sejam identificados, a lista será atualizada. Se o abastecimento de determinado fármaco voltar ao normal, ele sairá da relação.

O órgão também se manterá atento para identificar possíveis abusos de preço. As farmacêuticas e distribuidoras terão que compartilhar relatórios das vendas e explicar o porquê aquele medicamento está em falta. Suspensão do teto de preços para medicamentos foi ideia do Ministério da Economia

A decisão pela suspensão do teto de preços de medicamentos partiu do Ministério da Economia. Segundo a pasta, os produtores não conseguem comercializar os remédios pois o limite não condiz mais com a realidade dos gastos.


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade