Alagoas, 24 de outubro de 2021 25º min 30º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ACUSADA DE ASSASSINATO

Ministério Público do Rio pede prisão da ex-deputada Flordelis

Pedido foi realizado após Câmara dos Deputados cassar mandato

Bruno Fernandes

13/08/2021 16h04

Câmara dos Deputados Câmara aprovou cassação do mandato de Flordelis
Agência CâmaraCâmara dos Deputados Câmara aprovou cassação do mandato de Flordelis

O Ministério Público do Rio de Janeiro pediu nesta sexta-feira, 13, a prisão preventiva da ex-deputada federal Flordelis dos Santos Souza.

Em agosto de 2020, ela e outras dez pessoas foram denunciadas pelo assassinato, em 2019, do seu então marido, Anderson do Carmo de Souza. Na época, Flordelis não teve sua prisão pedida por deter imunidade parlamentar. Na última quarta-feira, no entanto, a Câmara dos Deputados cassou seu mandato por quebra de decoro. 

“Com a perda do mandato de parlamentar, a situação jurídica da ré deve ser revista, para sanar a desproporcionalidade que havia entre as medidas cautelares impostas e os fatos imputados e as condutas que a ré praticou para interferir na instrução”, diz o pedido encaminhado à 3ª Vara Criminal de Niterói.

Até o momento, dos 11 acusados pelo crime, somente a ex-parlamentar não foi presa. Já estão na cadeia 7 filhos, uma neta e dois amigos do casal, um ex-policial e sua esposa.

Flordelis usa uma tornozeleira eletrônica desde outubro do ano passado, por decisão judicial. O acessório já ficou 17 horas sem monitoramento por falta de bateria e foi violado oito vezes em 1 mês.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade