Alagoas, 16 de janeiro de 2021 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ARTICULAÇÕES

Humberto Martins tenta garantir vaga de ministro no STF

Redação com Veja

11/01/2021 11h11

Presidente do STJ, Humberto Martins
Assessoria STJPresidente do STJ, Humberto Martins

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o alagoano Humberto Martins, busca apoio de evangélicos para tentar ser indicado à vaga que será aberta em julho no Supremo Tribunal Federal (STF) com a aposentadoria compulsória do ministro Marco Aurélio Mello. 

Conforme publicação da Revista Veja, o nome de Martins voltou a circular entre integrantes da bancada evangélica no Congresso, que foi preterida quando o presidente Jair Bolsonaro indicou o então desembargador Kassio Nunes Marques para o STF. 

Porém, o ministro, que é adventista, pode ficar de fora da vaga. Isso porque o presidente Jair Bolsonaro assegurou que indicará para o lugar do ministro Marco Aurélio Mello não apenas alguém “terrivelmente evangélico”, mas um pastor. 

No entanto, nos bastidores, segundo a Veja, Humberto Martins tem procurado manter proximidade com o senador Flávio Bolsonaro, o Zero Um, e voltou a ser lembrado em conversas reservadas no Planalto. Para o governo Bolsonaro, a escolha de um magistrado do tribunal abriria caminho para uma nova indicação do presidente para uma corte superior.

No Supremo, porém, o nome de Humberto Martins enfrenta resistência. O motivo são investigações criminais que citam tanto o magistrado quanto seu filho, o advogado Eduardo Martins. O ministro do STJ foi citado pelo empreiteiro Leo Pinheiro como suposto destinatário de 1 milhão de reais em troca de uma decisão judicial. 

Desde que o nome do ministro apareceu na Lava-Jato, ele tem dito que “não tem relacionamento pessoal ou profissional com funcionários da OAS” e que “também já se declarou impedido de julgar os processos em que parentes de até terceiro grau atuem como advogados das partes, de acordo com o estabelecido pela lei”.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade