Alagoas, 26 de setembro de 2020 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
REFORMA

Concurso e seleção: o que muda nas formas de ingresso no serviço público

A Gazeta

14/09/2020 16h04

Além de provas, outras competências também serão avaliadas pelos órgãos
DivulgaçãoAlém de provas, outras competências também serão avaliadas pelos órgãos

O ponto central das mudanças propostas pela reforma administrativa do governo federal está no ingresso de novos servidores. O concurso público continuará sendo a principal forma de acesso, segundo a proposta do Ministério da Economia. Além do conhecimento teórico, serão avaliadas as competências profissionais e, especialmente, o desempenho prático de quem busca a carreira pública.

Com a reforma, o regime jurídico único dará lugar a cinco tipos de vínculo do novo servidor com a administração pública: vínculo de experiência, por prazo determinado, cargo com vínculo por prazo indeterminado, cargo típico de Estado e cargo de liderança e assessoramento. Para cada um deles haverá uma forma de ingresso.

“A estabilidade e a remuneração dos atuais servidores serão mantidas. O que estamos propondo é para os servidores que ingressarem no serviço público a partir da aprovação da PEC e dos projetos de lei”, destacou o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, durante apresentação da proposta, no último dia 3.

Para essas atividades, a porta de entrada será o concurso. Já no caso dos cargos de liderança e assessoramento – que substituirão os comissionados –, por exemplo, parte das vagas poderá ser preenchida através de processo de seleção simplificado.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade