Alagoas, 28 de maio de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
COVID-19

Bolsonaro reitera críticas a restrições por coronavírus e cita possível ameaça à normalidade democrática

Reuters

25/03/2020 11h11

Jair Bolsonaro
DivulgaçãoJair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta quarta-feira medidas de restrições contra o coronavírus e mencionou possível ameaça à normalidade democrática do país.

Em entrevista a jornalistas na saída do Palácio da Alvorada, o presidente também afirmou que “alguns poucos governadores” —citando especificamente os de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC)— estão cometendo “um crime” e “arrebentando com o Brasil”.

“O que é que preciso ser feito? Botar este povo para trabalhar, preservar os idosos, preservar aqueles que têm problemas de saúde, mais nada além disso. Caso contrário, o que aconteceu no Chile vai ser fichinha perto do que pode acontecer no Brasil”, disse.

“Todos nós pagaremos um preço que levará anos para ser pago, se é que o Brasil não possa ainda sair da normalidade democrática que vocês tanto defendem. Ninguém sabe o que pode acontecer no Brasil”, disse o presidente, citando a possibilidade de saques a supermercados.

Ele ainda acusou Doria e Witzel, com quem se reunirá nesta manhã em videoconferência junto aos demais governadores da Região Sudeste, de fazerem demagogia em relação à pandemia de coronavírus.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade