Alagoas, 08 de abril de 2020 25º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
SURTO

Brasília monitora cinco casos suspeitos do novo coronavírus

Agência Brasil

27/02/2020 15h03

Brasileiros serão liberados neste domingo pelo Governo Federal
Warley de Andrade/TV BrasilBrasileiros serão liberados neste domingo pelo Governo Federal

Secretária de Saúde do Distrito Federal informou na manhã desta quinta-feira, 27, que Brasília monitora cinco casos suspeitos de infecção pelo novo coronavirus, o Covid-19. Três estão internadas e duas em isolamento domiciliar. O resultado dos exames para o novo coronavírus deve sair até o final da tarde de hoje.

Segundo o Secretário Adjunto de Assistência à Saúde, Ricardo Tavares Mendes, entre o mês de janeiro até agora foram notificados 22 casos suspeitos de infecção pelo Covid-19, dos quais 17 foram descartados pois não se enquadravam no perfil da doença. Dos cinco casos que não foram descartados, quatro tiveram passagem pela Itália e um pela Austrália.

Coronavírus


Ontem, o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de infecção pelo Covid-19 no Brasil. Trata-se de um homem de 61 anos, morador da cidade de São Paulo, que esteve na região da Lombardia, no norte da Itália, entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ao retornar da viagem, na última sexta-feira (21), o paciente apresentou os sinais e sintomas compatíveis com a doença (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) e teve resultado positivo no exame laboratorial. Ele está em isolamento domiciliar.

Com 11 casos suspeitos, São Paulo é o estado com maior número de suspeitas de infecção. Os demais casos foram registrados nos estados da Paraíba (1), de Pernambuco (1), do Espírito Santo (1), de Minas Gerais (2), do Rio de Janeiro (2) e de Santa Catarina (2), totalizando 20 casos.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade