Alagoas, 28 de fevereiro de 2020 26º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ASSISTA AO VÍDEO

'Brincadeira da rasteira' preocupa médicos e pais; uma jovem já morreu

Com agências

12/02/2020 13h01

Roleta humana e rasteira: 'brincadeiras' viram moda em escolas
Foto: ReproduçãoRoleta humana e rasteira: 'brincadeiras' viram moda em escolas

Uma "brincadeira", cujo objetivo é dar uma rasteira em um dos participantes enquanto ele pula, assusta médicos, pais e responsáveis de crianças e adolescentes. A prática pode provocar sequelas e até matar.

O tema retornou à tona em todo o país após a divulgação de vídeos de pessoas "brincando" em escolas. Em novembro do ano passado, uma adolescente de 16 anos, de Mossoró (RN), morreu após participar da brincadeira. 

Emanuela Medeiros foi levada a um hospital com traumatismo craniano, foi atendida, mas não resistiu.  Segundo o ortopedista Wagner Lemos, o ato é grave devido à forma da queda e o local que pode ser lesionado.

"Se o trauma ocorrer no crânio, o paciente terá um Trauma cranioencefálico (TCE), com limitação de movimentos e perda da sensibilidade. Se for na região cervical (pescoço), haverá dano à coluna medular, que fará a pessoa perder o movimento dos braços (paraplegia) ou dos braços e pernas (tetraplegia)", explicou.

Assista

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade