Alagoas, 13 de julho de 2020 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Aurélio Buarque

Livro de escritor e intelectual alagoano é censurado em Rondônia

José Fernando Martins

11/02/2020 13h01 - Atualizado em 12/02/2020 11h11

Aurélio Buarque de Holanda Ferreira
Foto: DivulgaçãoAurélio Buarque de Holanda Ferreira

O governo de Rondônia virou destaque nacional após divulgação, nas redes sociais, de uma lista de livros que deveriam ser recolhidos das escolas estaduais.

No pente-fino, obras de autores consagrados foram consideradas impróprias para circularem em bibliotecas do ensino público. 

Os censores incluíram livros de escritores como Machado de Assis, Mário de Andrade e Euclides da Cunha. 

Nem o alagoano Aurélio Buarque de Holanda, do conceituado Dicionário Aurélio, escapou. 

Autor de "Mar de Histórias", a nota do governo daquele estado pede o banimento de todos os volumes da obra de Holanda. 

A obra é composta por 239 contos escolhidos entre os melhores de 192 autores pertencentes a 41 literaturas.

Em primeiro momento, o secretário de Educação de Rondônia, Suamy Abreu, chegou a dizer que a lista era “fake news”.

Com a comprovação do recebimento do documento por educadores, o acesso à lista foi bloqueado pela internet.

Veja a lista completa

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade