Alagoas, 18 de agosto de 2019 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ÁUDIO VAZADO

Bolsonaro chama Nordeste de 'Paraíba' e governadores contra-atacam

O áudio foi capturado em uma conversa informal entre o presidente e o ministro Onyx Lorenzoni

Bruno Fernandes

19/07/2019 22h10 - Atualizado em 19/07/2019 23h11

O áudio foi capturado por um dos microfones
Marcos CorreaO áudio foi capturado por um dos microfones

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) e outros oito governadores do Nordeste assinaram, na noite desta sexta-feira, 19, uma carta criticando o comportamento de Jair Bolsonaro (PSL). Durante uma fala, o presidente deixou a entender que pretende retaliar os estados do Maranhão e Paraíba.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente também aparece criticando o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e se referindo aos estados da região Nordeste pelo termo 'Paraíba'.

O áudio foi capturado por um dos microfones da mesa do café da manhã com jornalistas, em uma conversa informal entre o presidente e o ministro Onyx Lorenzoni.

"Paraíba" é um termo considerado pejorativo usado para se referir a nordestinos fora da região, especialmente no Rio de Janeiro. “O governador de Paraíba é pior que esse do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”, afirmou o presidente.

Em uma carta divulgada pelo blog Sucursal Brasília, os governadores dos nove estados do Nordeste dizem que receberam com espanto a manifestação do presidente e que esperam respeito ao pacto federativo.

No documento é exigido que os governos mantenham diálogos e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas.

A nota também pede esclarecimentos por parte do presidente em relação ao conteúdo divulgado além de reiterarem a defesa da Federação e da democracia.


Abaixo o inteiro teor da carta:


Carta dos Governadores do Nordeste

19 de Julho de 2019

Nós governadores do Nordeste, em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional com o Governo Federal. Independentemente de normais diferenças políticas, o princípio federativo exige que os governos mantenham diálogo e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas visando sempre melhorar a vida da população.

Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional. Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia.

RENAN FILHO – Governador do Estado de Alagoas

RUI COSTA
– Governador do Estado da Bahia

CAMILO SANTANA
– Governador do Estado do Ceará

FLÁVIO DINO
– Governador do Estado do Maranhão

JOÃO AZEVÊDO
– Governador do Estado da Paraíba

PAULO CÂMARA
– Governador do Estado de Pernambuco

WELLINGTON DIAS
– Governador do Estado do Piauí

FÁTIMA BEZERRA
– Governadora do Rio Grande do Norte

BELIVALDO CHAGAS
– Governador do Estado de Sergipe

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 16k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade