Alagoas, 13 de dezembro de 2019 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
BELO HORIZONTE

Ex-comandante da PM de Alagoas é preso com R$ 1,5 milhão

Redação

18/07/2019 09h09 - Atualizado em 18/07/2019 10h10

Ex-policiais estavam com malas recheadas de dinheiro
Assessoria PRFEx-policiais estavam com malas recheadas de dinheiro

O coronel e ex-comandante da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), Marcus Pinheiro, e o subtenente reformado, Esperon Pereira dos Santos, foram presos em Belo Horizonte, em Minas Gerais, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite dessa quarta-feira, 17, com malas cheias de dinheiro dentro de um veículo. 

De acordo com a assessoria da PRF, os suspeitos foram abordados em uma fiscalização de rotina na BR 381, km 537. Em revista ao porta malas do veículo foi encontrada uma mala e uma mochila com 1.500.000 (hum milhão e quinhentos mil reais). 

Ainda segundo a polícia, os ocupantes não possuíam comprovantes da origem do dinheiro e, por isto, foram encaminhados juntamento com o montante em espécie para a Polícia Federal do município de Divinópolis.

Os ex-policiais não estavam armados no momento da apreensão. O delegado da Polícia Federal em Divinópolis, Daniel Souza, informou que os suspeitos alegaram que o dinheiro seria utilizado para realizar uma transação envolvendo um imóvel em São Paulo.

A Polícia Federal está investigando o caso. Pinheiro e Pereira podem ser indiciados por lavagem de dinheiro.

OUTRO LADO

A defesa do coronel PM Marcus Pinheiro esclarece à sociedade alagoana e faz este comunicado à imprensa, após reportagens jornalísticas publicadas em âmbito nacional, que este oficial não foi preso nessa quarta-feira, em uma rodovia em Minas Gerais. 

Pinheiro foi abordado por policiais rodoviários federais quando estava acompanhado de um comerciante que pretendia adquirir um imóvel de campo na região mineira.

O coronel esclarece, ainda, que foi contratado pelo dito comerciante para acompanhar a negociação do imóvel, que não emplacou. A contratação terceirizada de segurança é um procedimento normal e dentro dos padrões da legalidade.

Durante a abordagem, foi apresentado o contrato de compra e venda da propriedade, deixando os fatos esclarecidos para as autoridades policiais. Pinheiro já está retornando a Maceió.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade