Alagoas, 25 de agosto de 2019 23º min 25º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ESPERA

Edital do Ibama 2019 para nível médio e superior em análise

Notícias Concursos

08/04/2019 05h05

Edital foi solicitado com vagas para cargos de ensino médio e superior
Foto: DivulgaçãoEdital foi solicitado com vagas para cargos de ensino médio e superior

É grande a expectativa de realização do edital de concurso público do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Edital Concurso IBAMA). O último pedido de abertura de certame foi rejeitado pelo então Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), mas o órgão confirmou que no decorrer nas próximas semanas deve ser encaminhado um novo ao atual Ministério da Economia, pasta de Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP).

A expectativa é de que a solicitação seja feita com mais vagas do que o último pedido, pleiteado em 2018 com 1.630 vagas distribuídas entre os cargos de Analista Administrativo (270 vagas), Analista Ambiental (750 vagas) e Técnico Administrativo (610 vagas). O salário do técnico chega a R$3.712,72, já incluso auxílio-alimentação. Os salários de analista chegam a R$ 7.675,45, além do auxílio-alimentação no valor de R$458,00.

Agora, o pedido será para 1.888 vagas, também para nível médio (759) e superior (1.129). De acordo com o Instituto, o pedido será reenviado e atualizado em virtude das aposentadorias já requeridas e previstas, entre outras modalidades de desligamento previstas na Lei n° 8.112/1990.

O concurso do IBAMA é de extrema importância, conforme informou o diretor da Associação Nacional dos Servidores Ambientais (Ascema Nacional) Emerson Luiz. “Há uma defasagem muito grande, principalmente em razão das aposentadorias de servidores que estão deixando o órgão com receio da reforma da previdência. Fora que ainda tem muitos que já tem as condições necessárias”, disse.

Atualmente, dos 5.462 cargos do órgão, nada menos que 2.151 estão vagos. Estes número pode crescer ainda mais, já que 750 servidores já estão aptos a se aposentar. O sucateamento do instituto sobrecarrega os funcionários na ativa, atrasa operações e abre portas para projetos que podem comprometer o meio ambiente.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 16.1k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade