Alagoas, 19 de abril de 2019 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
disputa

Empatados em pesquisa, Marina e Ciro alternam afagos e alfinetadas

Notícias ao Minuto

10/09/2018 09h09

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os candidatos Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) se revezaram em afagos e embate de propostas, num esforço para buscar uma polarização durante o primeiro bloco do debate Estadão/TV Gazeta/Jovem Pan/Twitter. Os dois estão numericamente empatados em segundo lugar na última pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, com 12% das intenções de voto.

A primeira interlocução ocorreu logo na primeira pergunta de Ciro Gomes, que pediu à ex-senadora que falasse sobre suas ideias para a área de educação. Após Marina discorrer sobre a necessidade de ampliar a atenção à educação pública, Ciro emendou afirmando que a candidata da Rede é prova de que a educação emancipa uma pessoa.

Marina, entretanto, alfinetou o pedetista ao falar sobre segurança pública. "No nosso querido Ceará, o número de homicídios dobrou nos últimos 10 anos. É impossível enfrentar esse problema sem o governo federal. Qual sua proposta para o grave problema da violência que ceifa 63 mil vidas por ano?", indagou a candidata da Rede ao candidato do PDT, que governou o Ceará, assim como seu irmão Cid Gomes.

Ciro se esquivou e, sem retrucar, afirmou que vai criar um sistema único de segurança no País caso seja eleito em outubro. "O que enfrenta de fato é uma polícia técnica, científica, para se infiltrar, mapear, investigar e cortar a cabeça das facções criminosas", afirmou.

O pedetista aproveitou ainda para criticar indiretamente Geraldo Alckmin (PSDB). Para o pedetista, o problema da segurança pública brasileira se deve à atuação de facções criminosas paulistas e do Estado do Rio de Janeiro. Com informações do Estadão Conteúdo.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 13.4k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade