Alagoas, 21 de outubro de 2019 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Política

'Antes de eu ser candidata, sou presidenta', diz Dilma sobre eleições

Declaração foi feita antes da aliança entre Marina e Campos. ‘Eu tenho uma vantagem na vida em relação a qualquer outra pessoa’, disse

Do G1, em Brasília

08/10/2013 07h07

A presidente Dilma Rousseff afirmou em entrevista exibida nesta segunda-feira (7) pelo “Programa do Ratinho”, do SBT, que, antes de ser candidata à reeleição  no ano que vem, ela é presidente da República até 31 de dezembro de 2014.

A entrevista foi gravada na última quinta-feira (3), no Palácio da Alvorada. Na ocasião, ainda não havia sido anunciada a aliança entre a ex-senadora Marina Silva e o presidente do PSB, Eduardo Campos, que deverão compor uma chapa para disputar as eleições contra a presidente.

Questionada pelo apresentador Ratinho se ela será candidata em 2014, Dilma respondeu: “Olha, eu tenho uma vantagem na vida em relação a qualquer outra pessoa. Sabe qual é? Eu sou a presidente. Então antes de eu ser candidata, eu sou presidenta até o dia 31 de dezembro de 2014. E isso é uma diferença”.

Dilma disse que, dias antes, havia sido questionada se estava fazendo campanha eleitoral ao entregar diplomas a alunos formados pelo Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Ela negou: “não, estou exercendo a Presidência”.

“É diferente. As outras pessoas que não são presidente e que querem ser presidente elas estão no direito delas e elas fazem campanha. Eu sou a única pessoa deste pais que exerço a Presidência. Então antes de querer ser reeleita, eu tenho de querer exercer a minha Presidência até o dia 31”, declarou.

A presidente acrescentou que vai conduzir o mandato até o final com “garra" e "exigência”e que o governo tentará “fazer o melhor todos os santos dias”.

Dilma fez ainda uma promessa para caso seja reeleita: a de manter o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. O compromisso foi feito quando o apresentador perguntou sobre o que mais a emocionava em ser presidente da República.

“Quando você vê que você transforma a vida de alguém, é isso que te emociona. Certos depoimentos... Acho que tem alguns programas que mudam a vida das pessoas. Vou te falar quais, o Minha Casa, Minha Vida”. Neste momento, é interrompida pelo apresentador, que questiona se o programa vai continuar caso ela seja reeleita. “Vai. Pode ter certeza que se eu for presidenta de novo [vai continuar]”, respondeu Dilma.

Comida caseira
Em um dos momentos descontraídos da entrevista, Dilma reclamou da distância entre os seus aposentos e a cozinha do Palácio da Alvorada e do fato de não ter um fogão.

“Você tem que andar de patins ou de patinete, porque é longe”. Ela disse gostaria de poder cozinhar um “mexido”, de preferência com arroz, feijão, farinha, ovo, tomate e cebolinha.  “Ninguém gosta de ficar comendo  todo dia comida que não seja aquela caseira”.

Dilma contou que se sente falta de andar na rua e de ir ao cinema. “Acho que um prazer que todo mundo tem é andar na rua. A gente gosta de esquina. Boteco, bar, gente andando na rua”, disse. “Mas às vezes eu fujo”.

A presidente disse que  ensina o neto de três anos, Gabriel, a não mexer nos objetos decorativos do palácio que são patrimônio da União: “é tudo do povo brasileiro”.  Ele mora em Porto Alegre (RS) com a mãe, mas frequentemente visita a avó em Brasília.

A presidente mostrou ao programa o jardim, a biblioteca e a capela do palácio e disse que entrou na piscina apenas duas vezes nos dois anos e dez meses que mora ali. “Não sobra tempo”.

 

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade