Alagoas, 23 de abril de 2021 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
NO ALTAR

Mãe descobre que filho estava se casando com irmã desaparecida

Notícias ao Minuto

07/04/2021 08h08

Uma marca de nascença na mão da noiva foi o que bastou para revelar a verdade
© Reprodução Oriental DailyUma marca de nascença na mão da noiva foi o que bastou para revelar a verdade

Uma mulher ficou em prantos ao descobrir, no dia do casamento do filho, que a mulher com quem ele iria se casar era na verdade a sua filha, que estava desaparecida há muito tempo.

A mulher, mãe do noivo e da noiva, desatou a chorar, quando viu uma marca de nascença na mão da noiva. O incidente aconteceu na província de Jiangsu, na China.

Depois da descoberta, e segundo conta o Times Now News, a mulher aproximou-se dos pais da noiva e perguntou-lhes se a filha tinha sido adotada há mais de 20 anos. Estes terão ficado boquiabertos com a questão, dado que este era um segredo que só a família sabia. Acabaram revelando que adotaram a criança depois de a terem encontrado abandonada na beira de uma estrada.

Quando a verdade foi descoberta, a noiva não escondeu a sua felicidade e descreveu-a até como "uma felicidade maior do que a do próprio casamento".

E se pensa que o casamento foi cancelado, não foi.

Depois de perder a filha e após anos a procurá-la sem sucesso, a mulher acabou adotando um menino na esperança de conseguir esquecer a dor de ter perdido a sua filha. Significa isto que o noivo não era filho biológico da mulher e que, apesar de estranho, os dois acabaram mesmo se casando, dado que não existe nenhuma relação de sangue entre os dois.

"Foi um alívio", disse a noiva, que não só descobriu a sua verdadeira mãe como está agora casada com o amor da sua vida.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade