Alagoas, 19 de janeiro de 2021 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
POLÍCIA INTERVIU

Pancadaria entre fãs marcam velório de Maradona na Argentina

Com Agências

26/11/2020 15h03

Aglomeração de fãs causa empurrões e tumulto na fila para entrar na Casa Rosada
EfeAglomeração de fãs causa empurrões e tumulto na fila para entrar na Casa Rosada

A despedida do ídolo Diego Maradona, registrou uma confusão generalizada entre fãs que aguardavam para entrar na Casa Rosada, onde o corpo do astro está sendo velado. Pouco depois da abertura dos portões do local, às 6h (de Brasília), um grupo de pessoas trocou empurrões na fila, que era controlada por grades. A polícia precisou intervir.

Policiais com equipamento de choque rapidamente formaram um cordão de isolamento perto dos portões da Casa Rosada, interrompendo o fluxo de pessoas, enquanto os fãs trocavam socos e atiravam objetos uns nos outros. Um outro grupo da polícia chegou, e dois cordões foram formados. Para dispersar a confusão, foi usado gás lacrimogênio e balas de borracha.

Após alguns minutos, os policiais voltaram a permitir a entrada de fãs na Casa Rosada, em um fluxo menor do que o original. Aos poucos, o acesso foi normalizado, com uma longa fila sendo organizada por grades ao redor do palácio do governo.

A expectativa das autoridades de Buenos Aires é que cerca de 1 milhão de pessoas passem pela Casa Rosada para se despedir do maior ídolo da história do futebol argentino.

Além disso, o tumulto tem gerado polêmica, pois a Argentina, oficialmente, ainda está de quarentena. Embora unido pelo luto do maior ídolo da história do país, o povo se divide quanto à atitude de o governo abrir a cerimônia para receber até 1 milhão de pessoas, principalmente em razão das duras restrições para a circulação dentro do país.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade