Alagoas, 03 de junho de 2020 24º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322

Funcionário público denuncia golpe na previdência

11/08/2011 00h12

O funcionário público Sydney Barbosa da Rocha Barros denuncia que Walter Salvo Rosa falsificou informações junto ao Governo Federal para receber benefício previdenciário vitalício da ex-professora do CEFET/AL, atual IFAL, Gedinete Barbosa, tia do denunciante, falecida em 2004. Sydney é taxativo ao afirmar que a união estável entre a educadora e Walter Salvo nunca existiu e isso é sim uma tentativa de fraude contra o IFAL.

A acusação da fraude já foi encaminhada para o Ministério Público da União (MPU), através da Procuradoria da República e, segundo Sydney Barbosa, está sendo investigada pela Polícia Federal (PF). O funcionário público disse que falsidade ideológica e outros documentos, como comprovantes de união estável, foram utilizados para ludi-briar a União.

"Para a concretização da operação criminosa, o golpista se baseou em informações sobre benefício da aposentadoria através da ex-diretora do CEFET-AL, Maria Norma, e do Bispo Diocesano Emérito de Palmeira dos Índios, Dom Fernando Iório, de quem a ex-funcionária do CEFET era irmã", garantiu Sydney Barbosa.

Entenda o caso - O relacionamento curto e pouco durador entre Walter Salvo Rosa e Gedinete Barbosa iniciou-se em 1985 quando a ex-servidora conheceu o cidadão em uma agência bancária, em Maceió, onde trabalhava. Conhecendo a situação financeira da cliente, o "cambalacheiro", como julga Sydiney, tentou aproximar-se da esfera privada da ex-funcionária do IFAL unicamente com a intenção de subtrair seu patrimônio, mas não obteve êxito.

Junto com o rápido relacionamento nasceu o filho do casal, Walter Salvo Rosa Júnior, em 1986. O breve romance teve fim quando Walter Salvo Rosa abandonou o lar seguindo para São Paulo, deixando a ex-funcionária e o filho pequeno.

"Esse vigarista vem agora querer uma pensão que ele não tem direito. Estou indo em todas as esferas da justiça para que esse trambiqueiro não roube o dinheiro da União. Que fique o alerta: esse bandido conti-nua à solta. A última informação que eu obtive é que ele ainda está em São Paulo", finalizou em tom de revolta Sydney Barbosa da Rocha Barros.
Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade