Alagoas, 20 de maio de 2022 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
INSPIRAÇÃO

Abel se espelha em seleção pentacampeã para escalar Palmeiras com 3 defensores

Estadão Conteúdo

24/01/2022 15h03

Rafael Veiga comemora gol pelo Palmeiras
Cesar GrecoRafael Veiga comemora gol pelo Palmeiras

Com três zagueiros ou com um lateral formando um trio ao lado de dois zagueiros, Abel Ferreira pretende manter o esquema tático com três defensores no Palmeiras na nova temporada. E não somente porque deu certo na final da Copa Libertadores de 2021. O treinador se espelha na seleção brasileira campeã mundial na Copa de 2002 para apostar nesta formação.

"Às vezes as pessoas me perguntam porque há reticência a três centrais, mas na última vez que o Brasil venceu a Copa do Mundo tinha Lúcio, Roque Júnior e Edmílson. Mais Cafu, Roberto Carlos, primeiros volantes na frente e o trio RRR (Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo). Era um sistema super versátil no aspecto defensivo e ofensivo. Com os mesmos jogadores pode ser muito agressivo ofensivamente e também defensivo", explica Abe.

Na estreia do Palmeiras na temporada, no domingo, a vitória por 2 a 0 sobre o Novorizontino foi conquistada com apenas dois zagueiros de ofício no time: Luan e Gustavo Gómez. No entanto, o lateral-esquerdo Piquerez com frequência se alinhava à dupla para compor uma linha de três defensores.

Abel Ferreira indica que essa formação é uma opção para a sequência do campeonato, incluindo o Mundial de Clubes. Ou uma alternativa, sem descartar a possibilidade de escalar três zagueiros de ofício.

"Um camaleão, quando muda de cor, continua sendo um camaleão. Ele só muda de cor. Podemos usar diferentes formações, mas o importante é que os jogadores sabem o comportamento que precisam ter com ou sem a bola. Gosto muito do 3-4-3, mas gosto desde que os jogadores interpretem. Jogamos em um 3-4-3 claro e os jogadores entendem bem esse jogo", explica.

A formação defensiva usada no domingo foi a mesma que deu certo na final da Copa Libertadores, contra o Flamengo. Na ocasião, Piquerez foi fixado na zaga, enquanto Gustavo Scarpa atuava na ala esquerda, às vezes como lateral mesmo.

Se surpreendeu o Flamengo naquela final, Abel sabe que agora a formação não será mais novidade diante dos futuros adversários. "Por culpa nossa porque elevamos o nosso sarrafo sendo campeão da Libertadores, nós disputaremos o Mundial e faremos com que os jogos do Paulista acumulem outra vez. Olharemos como um desafio, todas as dificuldades são oportunidades para crescermos."

Mesmo convicto de quem são seus titulares, o treinador terá chance para fazer novos testes nos próximos jogos, já pensando no Mundial de Clubes, em fevereiro. Isso porque o paraguaio Gómez será desfalque para as partidas seguintes porque vão se apresentar às suas seleções nas Eliminatórias da Copa do Mundo deste ano. E o seu substituto imediato, o chileno Kuscevic, também foi convocado.

O time paulista terá mais três jogos antes da estreia no Mundial, nos Emirados Árabes Unidos. Na quarta, o adversário será a Ponte Preta, no primeiro jogo do Palmeiras em casa nesta temporada. Depois, enfrentará São Bernardo (fora), dia 29, e Água Santa (em casa), em 1º de fevereiro, todos pelo Paulistão. A estreia no Mundial está marcada para dia 8, contra rival ainda não definido.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade