Alagoas, 16 de abril de 2021 24º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
NOVO GUIA

Segundo site Betway, volta ao mundo é possível ser feita em 80 horas

Arthur Fontes - Estagiário sob supervisão

02/03/2021 09h09 - Atualizado em 02/03/2021 09h09

Mais novo infográfico intitulado “A volta ao mundo em 80 horas” traça um percurso realista ao redor do globo
AssessoriaMais novo infográfico intitulado “A volta ao mundo em 80 horas” traça um percurso realista ao redor do globo

Clássico da literatura mundial, a obra ‘’A Volta ao Mundo em 80 Dias’’ é um romance de aventura escrito pelo francês Júlio Verne e lançado em 1873. A obra retrata a tentativa do cavalheiro inglês Phileas Fogg e seu valete, Passepartout, de circum-navegar o mundo em 80 dias.

Por isso, pensando em retratar o passado, a Betway, site de cassino online, produziu um infográfico inédito, chamado ‘A Volta ao Mundo em 80 horas’. Buscando inovar com tecnologia e modernidade, o novo guia mostra um percurso realista e atual, é claro, ao redor do globo para quem deseja recriar a jornada do clássico romance de Júlio Verne, viajando de carro, trem, barco ou avião.

De acordo com a pesquisa conduzida pelo time da Betway, foi comprovado que a maneira mais rápida de recriar a famosa rota é de avião, com passageiros que devem percorrer os 44.720 quilômetros de Londres em apenas 3,3 dias ou 80 horas.

O guia também compara a distância que seria percorrida e o tempo gasto com cada modo de transporte, mantendo-se o mais próximo possível do caminho percorrido pelo protagonista da incrível obra.

Quem optar por uma viagem mais lenta, terá que ir de barco com marinheiros percorrendo 45.726 quilômetros em impressionantes 72 dias. Embora isso ainda seja mais rápido que o tempo de Phileas, ainda é 41 dias mais lento que viajar de trem e 48 dias atrás daqueles que viajam de carro.

A opção de carro ou barco é melhor para aqueles que desejam seguir o método de viagem escolhido o máximo possível, pois precisam mudar para uma alternativa apenas três vezes. Por outro lado, o desenvolvimento restrito das linhas ferroviárias no Oriente Médio significa que os viajantes precisarão se desviar dos trens 21 vezes para reencenar a rota original do livro.

Enquanto a rota original de Phileas percorria impressionantes 65.605 quilômetros, a distância máxima que os viajantes precisam percorrer hoje é de 51.378 quilômetros de carro. Essa distância é seguida de perto pelo barco, com 45.727 quilômetros, trem, com 57.207, e, finalmente, avião com 44.720.

Durante a maior parte do tempo relatado no livro, Fogg, que começou e terminou o trajeto na área central de Londres, na Inglaterra, viajou de trem a vapor ao longo de impressionantes 65.605 quilômetros. Com a tecnologia que temos nos dias atuais, no entanto, a expedição pelos mesmos destinos envolveria o deslocamento por menos quilômetros e, sem dúvida, seria bem mais rápida e com mais segurança.

Um fato curioso da obra de Júlio Verne é que a história já foi, inclusive, adaptada a várias versões para o cinema, desde clássicos hollywoodianos até filmes com o astro chinês Jackie Chan.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade