Alagoas, 24 de outubro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
NA MADRUGADA

CSA demite Argel Fucks em meio a protestos da torcida

Bruno Fernandes

18/09/2020 08h08 - Atualizado em 18/09/2020 08h08

Argel Fucks foi demitido durante a madrugada desta sexta-feira (18) do comando do Azulão
DivulgaçãoArgel Fucks foi demitido durante a madrugada desta sexta-feira (18) do comando do Azulão

Quatro jogos, três derrotas, um empate, uma posição na lanterna da Série B e uma relação entre diretoria e torcedores mais desestabilizada que o solo do antigo centro de treinamento do CSA, que está afundando devido às atividades de mineração. A soma desses fatores obtidos em apenas 18 dias é o resultado da segunda passagem do técnico Argel Fucks, demitido durante a madrugada desta sexta-feira (18) do comando do Azulão.

“A Diretoria do Centro Sportivo Alagoano comunica que Argel Fuchs não é mais o treinador do clube. O auxiliar-técnico Adriano Rodrigues comanda o treinamento desta sexta-feira e a partida contra o Cruzeiro, marcada para sábado (19), pela Série B”. Foi assim que o clube se despediu de Argel. Com contrato até o dia 31 de janeiro de 2021, o agora ex-técnico do CSA aguarda a negociação da multa rescisória com o clube.

A frase “missão dada é missão cumprida”, no entanto, não surtiu efeito desta vez, mas foi lembrada por torcedores do Azulão, que protestaram no dia de sua apresentação. Cerca de 30 integrantes de torcidas organizadas chegaram a protestar na porta do clube.

"Contratar o Argel que abandonou o time naquela situação!", protestou um dos torcedores da Mancha Azul, torcida organizada mais antiga do clube. O presidente, o empresário Rafael Tenório, precisou acionar a Polícia Militar e interveio pessoalmente para defender o novo treinador, o que desestabilizou ainda mais a relação com a torcida.

Vale lembrar que durante a Série A do Campeonato Brasileiro de 2019, faltando apenas três rodadas para encerrar a competição e ainda com chances de se manter na elite do futebol nacional, o treinador, que tinha contrato até 2020, com o CSA deixou o clube. Na apresentação no Ceará, Argel declarou: "Com todo o respeito ao CSA, mas o Ceará é um degrau acima”.

Série de protestos e depredações


Dois dias antes de sua demissão, na quarta-feira, o CSA amargou mais uma decepção no campeonato. O resultado da derrota por 2 a 1, de virada, para o Cuiabá, dentro do Rei Pelé, em partida válida pela terceira rodada da Série B, manteve o clube na lanterna da competição e fizeram os muros do estádio Nelson Peixoto Feijó amanheceram com pichações.

“Time sem vergonha”, “mercenários”, “fuleiros”, “luto” foram as palavras colocadas como protesto.

Um dia antes, na terça, um portão do CT foi quebrado por um grupo, que foi autorizado a entrar nas arquibancadas para acompanhar os treinos. Vídeos divulgados pelo EXTRA mostram os torcedores chutando e jogando pedras no portão de acesso ao local, onde os jogadores estavam em horário de treinamento.

Um pedaço do portão chega a sair, tamanha a violência dos atos de supostos integrantes da Mancha Azul. Um dos conselheiros, Lumário Rodrigues, que recentemente foi promovido para assumir a superintendência de futebol do clube chegou a ser abordado pelos torcedores no momento em que chegava para uma reunião no local. "E ai, como é que está a situação do CSA? A gente precisa fazer o quê? Isso é uma palhaçada". Lumário responde apenas que "está chegando agora".

Ninguém foi agredido fisicamente na manifestação. A Polícia Militar, no entanto, foi acionada para conter os torcedores antes e uma possível invasão descontrolada. No fim da tarde, a diretoria autorizou a entrada dos torcedores para acompanhar o treino. Jogadores e dirigentes foram xingados durante a atividade.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade