Alagoas, 17 de outubro de 2019 23º min 27º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
REVOLTA

Torcedores do Palmeiras protestam após empate com Atlético-MG

Estadão Conteúdo

07/10/2019 14h02

Torcida do Palmeiras
DivulgaçãoTorcida do Palmeiras

Um grupo de cerca de 40 torcedores do Palmeiras fez um protesto na porta do estádio do clube após o empate por 1 a 1, com o Atlético-MG, neste domingo, no Allianz Parque, em São Paulo. Os principais alvos dos manifestantes foram o presidente Mauricio Galiotte e o diretor de futebol Alexandre Mattos.

Os jogadores também não foram poupados das críticas e o time do Palmeiras foi chamado de "pipoqueiro". Dentro do estádio, os protestos começaram ainda com a bola rolando durante confronto válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A derrota parcial e o mau futebol apresentando em campo inflamaram a torcida e os ânimos entre os palmeirenses. O zagueiro Antônio Carlos se irritou com as críticas e, do banco de reservas, bateu boca com torcedores, que precisaram ser contidos pela Polícia Militar. O atacante Deyverson, que também estava no banco, foi outro a se irritar com as vaias.

O empate por 1 a 1 com o Atlético fez o time alviverde, atual vice-líder do Brasileirão, ficar a cinco pontos do Flamengo, o primeiro colocado. Na próxima quarta-feira, a equipe alviverde enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, onde os donos da casa terão a chance de igualar a pontuação dos palmeirenses na competição.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade