Alagoas, 24 de julho de 2019 23º min 25º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
DEU VERDÃO

Por unanimidade, STJD mantém vitória do Palmeiras sobre Botafogo

Lance!

18/06/2019 14h02

O árbitro Paulo Roberto Alves Júnior assegurou que não autorizou reinício do jogo, já que não apitou
Thiago FerriO árbitro Paulo Roberto Alves Júnior assegurou que não autorizou reinício do jogo, já que não apitou

Nesta terça-feira, em Salvador (BA), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu manter a vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Botafogo, em 25 de maio, em Brasília (DF), pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Foi recusado por unanimidade (9 a 0) o pedido do clube carioca de anulação da partida, alegando revisão do árbitro de vídeo (VAR, em inglês) após o reinício do jogo. Cabe recurso para o caso ser analisado pelo Pleno do tribunal.

''O erro, mesmo se for de direito, na visão da procuradoria não tem relevância para anular a partida, sob pena de criar um precedente perigoso. Extraímos como conclusão a falta de relevância para a anulação'', disse Leonardo Andreotti, sub-procurador geral do STJD, que ainda repreendeu o árbitro Paulo Roberto Alves Junior por ter dito à equipe do VAR, que Deyverson "se joga, você conhece", antes de a revisão apontar pênalti no atacante do Palmeiras.

A decisão do STJD faz o Palmeiras voltar a ter 25 pontos, ainda na liderança do Campeonato Brasileiro, mas, agora, com cinco pontos de vantagem para o Santos, segundo colocado. O Botafogo, por sua vez, está em sétimo lugar, com 15 pontos em 27 disputados - o julgamento não alteraria a pontuação do time carioca, já que o pedido era por anulação e remarcação da partida.

O lance que causou polêmica ocorreu aos 12 minutos do segundo tempo. Na área do Botafogo, o atacante Deyverson foi pisado pelo zagueiro Gabriel e caiu. O árbitro Paulo Roberto Alves Junior, inicialmente, deu cartão amarelo ao palmeirense por simulação. Mas, ao ser alertado pelo VAR, retirou o cartão, mostrou amarelo para Gabriel e marcou o pênalti, convertido por Gustavo Gómez, no único gol da partida.

O Botafogo diz que, após o amarelo para Deyverson, a partida chegou a ser reiniciada. Gatito repôs a bola em jogo dar um passe para Gabriel, que devolveu ao goleiro antes que Paulo Roberto paralisasse o confronto para receber o aviso do VAR. O Palmeiras argumenta que o árbitro não chegou a apitar autorizando o reinício da partida.

Toda a conversa entre o árbitro e os assistentes de vídeo foi exibida no julgamento desta terça-feira. O árbitro de vídeo Adriano Milczvski está revisando o lance quando vê Gatito rolar a bola para Gabriel e pede para Paulo Roberto Alves Junior não reiniciar a partida, e o árbitro de campo passa a gritar "aguarda, aguarda, aguarda!", aparentemente em direção aos jogadores.


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 15.6k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade