Alagoas, 25 de maio de 2019 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
IMPASSE ENTRE TIMES

Partida entre CSA e Palmeiras não tem contrato de transmissão em nenhum canal

Nova forma de negociação de contratos e falta de acordo com a Globo fez surgir lacuna na programação

Bruno Fernandes com Estadão Conteúdo

18/04/2019 14h02 - Atualizado em 18/04/2019 16h04

Primeiro jogo da Série A em casa será no dia 1º de maio
Foto: DivulgaçãoPrimeiro jogo da Série A em casa será no dia 1º de maio

A menos de dez dias para o início do Campeonato Brasileiro, o torcedor alagoano começa a encarar a possibilidade real de não ter como acompanhar pela TV a estreia do CSA em casa, no dia 1º de maio, jogando no Rei Pelé, pela segunda rodada da Série A.

Segundo o site Estadão, a nova forma de negociação de contratos e a falta de acordo entre a Globo com Palmeiras e Athletico-PR forçam o surgimento de uma lacuna na programação.

O primeiro impacto poderá ser sentido já na segunda rodada. O duelo entre CSA e Palmeiras, em Maceió, não tem contrato de transmissão em nenhum canal. A tendência é a situação se repetir com essas equipes em outros seis confrontos nas noves primeiras rodadas que tiveram a tabela desmembrada até agora pela CBF.

A partir desta temporada, os clubes passaram a fazer negociações individuais pelos direitos de transmissão para os anos de 2019 a 2024 e não mais em acordos coletivos. A entrada da Turner no mercado nacional, responsável pelos canais TNT e Space, alterou a concorrência. Sete times optaram pela empresa para os contratos na TV fechada e recusaram o SporTV.

Essa decisão repercutiu nas outras duas plataformas de negociação: TV aberta e pay-per-view. Palmeiras e Athletico-PR não aceitaram os valores da Globo, que ofereceu contratos com redução de até 20% para quem havia fechado com a Turner. A medida foi adotada como forma de compensar o impacto do acordo dessas equipes nos negócios da emissora do Rio.

Para transmitir uma partida no Brasil é necessário que os dois times em campo tenham contratos com a mesma emissora, de modo que a Série A pode entrar para a história como o primeiro a ter buracos na programação nos últimos 30 anos. Afinal, desde 1987, com a criação do Clube dos 13, a negociação dos direitos de transmissão entre clubes e Globo nunca havia passado por abalos.

O buraco na grade começa pela TV aberta. O Palmeiras é o único dos 20 clubes a não ter fechado com a Globo. A situação é um pouco diferente no pay-per-view. Além do Palmeiras, o Athletico-PR também não fechou contrato ainda. Já na TV fechada, só 52% dos jogos serão transmitidos. A cobertura vai contemplar apenas partidas entre adversários que estejam sobre o mesmo contrato.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir 14.4k
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade