Alagoas, 20 de junho de 2021 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ENTRETENIMENTO

Nova temporada de 'The Voice Kids' estreia neste domingo

Estadão Conteúdo

31/05/2021 20h08

The Voice Kids
(Foto: Paula Santos / Gshow) - (Foto: Paula Santos / Gshow)The Voice Kids



A sexta edição do The Voice Kids estreia na Globo neste domingo, 6. Além dos novos participantes, o reality show musical conta com novidades na bancada de jurados e na apresentação do programa.

Márcio Garcia vai conduzir a temporada que terá Gaby Amarantos, Michel Teló e Carlinhos Brown avaliando as apresentações dos candidatos. A cantora já esteve na atração em 2013, como técnica assistente de Lulu Santos, na fase das batalhas.

Já o sertanejo participou de seis temporadas da versão adulta do programa e venceu cinco delas. The Voice Kids será exibido aos domingos, depois da Temperatura Máxima. A competição chega também às telas do canal infantil Gloob, nas sextas seguintes à exibição na TV Globo, sempre às 22h.

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, 31, a emissora revelou mais uma novidade. A partir do dia 11 de junho, Ana Clara (ex-BBB) vai apresentar um programa do The Voice Kids com exclusividade para o Globoplay. Ela vai receber técnicos e participantes para comentar os melhores momentos da semana.

Sobre o programa na Globo, Márcio Garcia contou quais foram os principais desafios e como a paternidade o influenciou. "Sou pai de quatro filhos, sei da importância e o valor que tem o sonho de uma criança. Sei como as nossas vozes estão procurando se encontrar e se descobrir", iniciou.

"Essa experiência vai muito além dos participantes se tornarem cantores. Ali, todos aprendem a encarar desafios e lidar com o que as pessoas vão dizer. As crianças vão levar isso para vida, independentemente da profissão que vão seguir quando crescerem ( ..) Lá, a gente vive como passageiro da emoção das vozes das crianças. É uma experiência única, que vai ficar marcada na minha vida", explica.

Garcia também revelou que a principal dificuldade, enquanto apresentador, é conter as lágrimas ao assistir as apresentações. "Convivi bem com as minhas emoções, mas tem momentos em que realmente é difícil. Senti vontade de chorar, mas tinha medo de passar vergonha ao vivo. Então, tive que me conservar muito. Não me entrego como eu me entregaria se fosse no sofá da minha casa", disse.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade