Alagoas, 20 de junho de 2021 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ENTRETENIMENTO

‘Salve O Ralph’: curta alerta exploração humana dos animais

o curta Salve o Ralph viralizou nas redes neste fim de semana

Isabela Melissa - Estagiária sob supervisão

27/04/2021 19h07

Em português, Ralph é dublado por Rodrigo Santoro
DivulgaçãoEm português, Ralph é dublado por Rodrigo Santoro

O curta Salve o Ralph viralizou neste fim de semana ao trazer um animação em stop motion sobre Ralph, um coelhinho cujo “trabalho” é ser cobaia de uma empresa de cosméticos. Lançada há quase duas semanas, é dirigido e escrito por Spencer Susser, e está causando grande comoção nas redes sociais ao redor do mundo.

Conforme o coelho diz no vídeo, a sequência de dores e machucados é encarada pelo coelhinho cego como um emprego, apesar de todos os seus colegas estarem sempre pedindo socorro. O vídeo foi gravado como uma espécie de documentário, no qual o coelho se comunica diretamente com o público para contar a sua história e rotina.

Apesar da animação contar com pitadas de humor, ao final do vídeo, os espectadores ficam chocados com as atrocidades que os animais vivem nesses espaços. O vídeo foi produzido com o objetivo de fazer com que o público repense o seu consumo de produtos que são testados em animais, e também para pressionar países que ainda realizam a prática.

A voz do coelho foi feita pelo diretor neozelandês Taika Waititi. Já no início do vídeo, Ralph está cego de um olho, com uma orelha surda e enfaixada, e com queimaduras pelo corpo que, segundo a narração, só doem quando ele respira.

A animação foi criada em parceria com o Arch Model Studio como parte de uma campanha da Humane Society of the United States, e conta com a participação de Olivia Munn, Zac Efron, Pom Klementieff, Tricia Helfer e do brasileiro Rodrigo Santoro.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade