Alagoas, 22 de outubro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ALAGOANA

'Me desesperei', diz ex-BBB Rízia ao explicar pedido de auxílio emergencial

Redação com Revista Quem

31/07/2020 16h04

Rízia Cerqueira contou que devolveu quantia do auxílio após confirmação de novos trabalhos
DivulgaçãoRízia Cerqueira contou que devolveu quantia do auxílio após confirmação de novos trabalhos

A alagoana e ex-bbb Rízia Cerqueira explicou nesta sexta-feira, 31, seus motivos para pedir o auxílio emergencial oferecido pelo governo durante a pandemia.

A jornalista, que deu à luz seu primeiro filho em junho, disse que se desesperou ao perder trabalhos na reta final da gravidez, detalhando ainda que que os produtos vendidos por seu marido, o empresário Nathanael Avelino, estavam presos no aeroporto, reduzindo drasticamente a renda da família.

"Eu estava grávida, o produto que meu marido vende estava preso no aeroporto, e realmente eu iria precisar. Me desesperei e solicitei. Não é porque tenho um milhão de seguidores que eu tenho um milhão na conta, eu não sou rica", afirmou Rízia em entrevista à Quem.

Segundo a ex-BBB, agora, com trabalhos confirmados, ela devolveu voluntariamente a quantia do auxílio. "Descobri há pouco tempo que não tem como cancelar, apenas devolver o dinheiro de forma voluntária, o que eu pedi para uma amiga minha resolver para mim", contou.

Rízia falou ainda que os meses de dificuldade financeira mudaram até mesmo os planos que tinha para o parto do filho, Yaweh. Ela tinha contratado os serviços de uma médica para dar à luz em casa.

"Eu não poderia pagar. Tive que cancelar com a equipe, todos chorando, mas eu não teria condições de pagar. E para mim não é problema nenhum não fazer as coisas quando não está em condições", defendeu.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade