Alagoas, 17 de setembro de 2019 23º min 26º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
CINEMA

Homem-Aranha: Longe de Casa supera US$ 1 bilhão em bilheteria

TecMundo

26/07/2019 16h04

Homem-Aranha: Longe de Casa supera US$ 1 bilhão em bilheteria
DivulgaçãoHomem-Aranha: Longe de Casa supera US$ 1 bilhão em bilheteria

Homem-Aranha: Longe de Casa seguiu os passos de Vingadores: Ultimato e veio para quebrar recordes. A ótima sequência do Amigão da Vizinhança no Marvel Studios, já tinha sido o melhor lançamento da história em uma terça-feira e agora supera a casa de US$ 1 bilhão em bilheteria mundial. Essa é a melhor marca em um filme do aracnídeo e é o segundo da Sony, que é dona dos direitos autorais e fica com a receita, a chegar ao patamar bilionário.

Nesta quinta-feira, 25, o longa acumulou US$ 333 milhões nos Estados Unidos e US$ 672 milhões ao redor do mundo. A China foi quem mais acompanhou a nova aventura do herói, com venda de US$ 204 milhões em tíquetes. Em seguida vem a Coreia do Sul (US$ 56 milhões), Reino Unido (US$ 36 milhões), México (US$ 30 milhões), Japão (US$ 26 milhões), Brasil (US$ 25 milhões), Austrália (US$ 24 milhões), Rússia (US$ 20 milhões) e França (US$ 20 milhões).

"Longe de Casa" é o 40º título a vencer a barreira de US$ 1 bilhão na história do cinema e o terceiro a fazer isso este ano, atrás apenas de dois outros hits da Disney/Marvel Studios, Vingadores: Ultimato (US$ 2,79 bilhões) e Capitã Marvel (US$ 1,13 bilhão). Na Sony, o único filme a conquistar tal feito foi James Bond: Skyfall, produzido em parceria com a MGM, com bilheteria de US$ 1,1 bilhão.

Divergências ameaçam futuro do Aranha no Marvel Studios


Embora os números sejam impressionantes, há atualmente diferenças entre a Sony e o Marvel Studios que podem ameaçar o futuro do Homem-Aranha no Universo Cinematográfico Marvel (MCU). Isso porque a gigante japonesa quer participar mais das decisões criativas, algo que o CEO da Casa das Ideias no cinema, Kevin Feige, não quer. Aliás, até havia um rumor sobre a possibilidade de não termos mais um filme caso a bilheteria não fosse superior a US$ 1 bilhão.

A saída de Amy Pascal da Sony em maio — foi ela quem alinhou com Feige a entrada do Aranha no Marvel Studios —, o recente Oscar de Homem-Aranha: No Aranhaverso e a boa recepção de Venom aumentaram a pressão dos executivos da Sony para unir suas vindouras produções — como a de Morbius e Venom 2 — ao MCU. Além disso, o ator Tom Holland teria contrato para apenas um filme e sua situação estaria em aberto.

No recente anúncio das próximas fases do MCU, Feige sequer comentou sobre o Amigo da Vizinhança e outros personagens que poderiam ser grandes coadjuvantes ou vilões, mas estão atrelados aos direitos do Homem-Aranha — a exemplo do Duende Verde —, agora estariam mais longe de encontrar com os Vingadores, Quarteto Fantástico e X-Men. Aguardamos os próximos capítulos, que podem ser definidos justamente por conta desse US$ 1 bilhão em ingressos.


Fontes

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade