Alagoas, 27 de novembro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ELEIÇÕES 2020

Conselho Superior do MPAL descarta fraude na eleição de Marechal Deodoro

Um grupo de eleitores protestou nesta quinta em frente ao Tribunal Regional Eleitoral

Redação

19/11/2020 17h05

Apoiadores do candidato derrotado em Marechal Deodoro protestam contra resultado
G1Apoiadores do candidato derrotado em Marechal Deodoro protestam contra resultado

O Conselho Superior do Ministério Público do Estado de Alagoas (CSMAL) descartou nesta quinta-feira, 19, a possibilidade de ter ocorrido fraude no pleito que reelegeu Cláudio Filho ao cargo de prefeito do município de Marechal Deodoro. 

A entidade reafirmou ter total confiança no trabalho realizado pelo Ministério Público Eleitoral da 26ª Zona –Marechal Deodoro e pela Justiça Eleitoral durante o último domingo, 15.

O órgão colegiado do MPAL informou acreditar que todo o processo relativo as eleições transcorreu  de forma pacífica e honesta, observando o pleno ordenamento jurídico vigente.

"Toda a estrutura montada para que o povo pudesse exercer o seu dever de voto correspondeu a organização necessária para que esse ato de cidadania pudesse ocorrer sem quaisquer intercorrências, o que só corrobora com a certeza de que o pleito não pode ser questionado, sob hipótese alguma", informou o Conselho através de nota encaminhada à imprensa.

Além disso, o CSMAL afirmou entender que o sistema eleitoral braseiro é de total confiança, sendo exemplo para o mundo. E, exatamente por essa razão, pediu para que coligações e população respeitem a vontade democrática das urnas.

Durante a manhã desta quinta-feira, um grupo de eleitores protestou em frente ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no bairro do Farol, em Maceió, contra o resultado da eleição em Marechal Deodoro. 

A Polícia Militar foi acionada para conversar com os manifestantes. Eles disseram que ficariam no local até que fossem recebidos no TRE para uma reunião por volta das 14h, porém não vão poder ser ouvidos.

A eleição em Marechal Deodoro, no último domingo (15), reelegeu o atual prefeito Cacau (MDB), que teve 50,04% dos votos (14.702). O candidato derrotou Júnior Dâmaso, que ficou em segundo lugar com 49,96% (14.681 votos), uma diferença de apenas 21 votos.

Os apoiadores de Júnior Dâmaso, no entanto, não aceitam o resultado obtido nas urnas e afirmam que há provas de crimes eleitorais

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade