Alagoas, 25 de novembro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ELEIÇÕES

Funcionário da Assembleia é detido suspeito de comprar votos para Davi Filho

José Fernando Martins

13/11/2020 10h10 - Atualizado em 13/11/2020 11h11

Materiais apreendidos
CortesiaMateriais apreendidos

A Polícia Militar deteve em flagrante, na madrugada desta sexta-feira, 13, em Marechal Deodoro, Ígor Dmitri de Sena Bitar, de 32 anos, sob suspeita de compra de votos para o candidato à Prefeitura de Maceió Davi Filho (PP). 

Bitar, que é secretário parlamentar da Assembleia Legislativa com salário de aproximadamente R$ 15 mil líquido, foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal onde prestou esclarecimentos ao delegado Francisco Luís Marques Filho. 

Com o suspeito foram encontrados R$ 21.157 em dinheiro e santinhos com os nomes do candidato a vereador Davi Davino e do candidato a prefeito Davi Filho, que é deputado estadual. 

Ainda foram apreendidos documentos, aparelho celular, um cheque do Bradesco no valor de R$ 15.550 e outros três cheques, esses do Santander, no valor de R$ 6.505, em cada folha. 

Nota da assessoria de Davi Filho

O candidato Davi Davino Filho rechaça qualquer tentativa de vinculação entre sua campanha e o fato ocorrido no município de Marechal Deodoro, a partir de abordagem efetuada por uma guarnição da PM/AL. O servidor abordado não faz parte da equipe de campanha, razão pela qual não possui autorização para adotar qualquer atitude em nome da Coligação liderada pelo nosso candidato a prefeito de Maceió.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade