Alagoas, 25 de novembro de 2020 24º min 28º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ELEIÇÕES 2020

Mesmo vencendo, Luciano Barbosa não pode assumir cargo de prefeito

Candidato vai concorrer na condição sub judice ficando refém de nova decisão

Bruno Fernandes

12/11/2020 13h01 - Atualizado em 12/11/2020 13h01

Luciano Barbosa, vice-governador de Alagoas
Agência AlagoasLuciano Barbosa, vice-governador de Alagoas

O ex-prefeito Luciano Barbosa (sem partido) vai concorrer na condição sub judice ao cargo de prefeito de Arapiraca, ou seja, seu registro de candidatura ainda está pendente de análise, segundo avaliação do Tribunal Superior Eleitoral em decisão proferida nesta quinta-feira, 12.

De acordo com informações do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), mesmo que ganhe a disputa, Luciano Barbosa só poderá assumir o cargo de prefeito após uma decisão definitiva a seu favor.

A decisão para manter o nome do vice-governador do pleno foi apertada: 4 a 3, a favor de Barbosa. Ontem, ministro Luiz Roberto Barroso, presidente da Corte Eleitoral, tinha negado ao recurso do candidato deixando-o fora das eleições.

O vice-governador, em assembleia não reconhecida pelo MDB, anunciou sua candidatura à Prefeitura de Arapiraca. Tal atitude desagradou a Família Calheiros. 

O senador Renan Calheiros, presidente do partido no estado, recorreu contra a candidatura tornando a campanha de Barbosa um mar de ações e lutas judiciais.

No entanto, hoje, os ministros Tarcísio Vieira, Carlos Horbach, Edson Fachin e o presidente Luís Roberto Barroso foram favoráveis e mantiveram Luciano Barbosa na disputa.

Pesquisa de votos

Uma pesquisa realizada pela Globas 3 Soluções & Pesquisas, divulgada na terça-feira, 10, revelou que Barbosa é o candidato preferido na cidade. A pesquisa estimulada mostrou que o vice-governador tem 44,6% das intenções de voto do arapiraquense, enquanto que a atual prefeita, Fabiana Pessoa, tem 20,1%, Tarcizo Freire 16,6%, Gilvânia Barros 6,4%, Claudio Canuto 1,8%, Hector Martins 0,8% e Lindomar Ferreira 0,3%.

Apenas 2,6% dos eleitores disseram que pretendem votar branco ou anular o voto, enquanto 2,7% ainda não sabem ou não responderam à questão. Na pesquisa espontânea, quando os nomes não são apresentados aos entrevistados, Luciano foi citado por 45% e Fabiana Pessoa, por 18,7%.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade