Alagoas, 27 de outubro de 2020 24º min 29º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
ELEIÇÕES 2020

Lista de inelegíveis do TCU tem 140 alagoanos

São 257 condenações transitadas em julgado desde 2012 cuja relação foi entregue à Justiça Eleitoral

Vera Alves

18/09/2020 14h02 - Atualizado em 18/09/2020 14h02

Rosiana Beltrão quer a reeleição em Feliz Deserto
DivulgaçãoRosiana Beltrão quer a reeleição em Feliz Deserto

Candidata à reeleição em Feliz Deserto, a prefeita Rosiana Beltrão (PP) terá de desistir do projeto. Ela integra a lista dos 140 alagoanos que tiveram contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e cuja condenação tem implicações eleitorais para o pleito deste ano de acordo com entendimento da própria Corte. No total, são 257 sentenças transitadas em julgado desde 2012 e até este ano e que colocam os responsáveis na condição de inelegíveis.

Rosiana Lima Beltrão Siqueira teve as contas rejeitadas por irregularidades na Administração do Porto de Maceió no processo de número 031.189/2015-6 com acórdão transitado em julgado em 2017 e que a torna inelegível até 12 de setembro de 2025. Não pode, assim, emitir a Certidão Negativa de Contas Julgadas Irregulares para fins eleitorais necessária ao registro de sua candidatura.

Mas ela não é a única a ter o registro de candidatura negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Alagoas se os desembargadores que o integram respeitarem o que diz a lei. A ex-prefeita de Maceió Kátia Born Ribeiro, que integra o time de candidatos a vereador de Maceió pelo PDT, também não pode emitir a certidão negativa do TCU, onde tem duas condenações transitadas em julgado. Uma a coloca como inelegível até 26 de julho de 2021 e a outra até 19 de dezembro de 2022.

Leia na íntegra no EXTRA ALAGOAS nas bancas!


Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade